TJ mantém condenação de Paulo Dames
Esvaziada, oposição de Rio das Ostras aposta em impugnações
Seropédica insiste em pagar caro por locação de caminhões
Políticos com direitos cassados vão tentar candidatura assim mesmo
Mesmo na crise Macaé está “nadando” em dinheiro
Nelson Bornier criticou a antecessora por comprar uniforme no último ano de mandato, mas está fazendo a mesma coisa

E mesmo comprando quase 10 vezes a quantidade de tênis adquiridos pela Prefeitura de Guapimirim vai pagar R$ 1,05 a mais por par, uma diferença de R$ 74 mil

Embora tenha dado um novo padrão aos uniformes da rede municipal de ensino para estampar as cores e a marca de sua administração, mudando completamente o vestuário usado pelos alunos na gestão da anterior, o prefeito de Nova Iguaçu, Nelson Bornier deixou para o segundo semestre do último ano de seu mandato a aquisição de novos kits. As atas da licitação feita em lotes de R$ 9.486.015,84, R$ 773.831,20 e R$ 3.656.872,80, vencidos pelas empresas BDN Solu­ções para Cidadania, Damarc`s Comércio e Indústria e Comércio Máxima, foram homologadas no dia 6 de junho, no valor total de R$ 13.916.719,84. Bornier cometeu o mesmo erro da prefeita Sheila Gama, que fez compra de uniformes em abril de 2012, seu último ano no governo e ainda está pagando mais do que outros municípios pagaram pelo tênis escolar.

Paulo Dames ficou em situação ainda mais difícil e candidatura a prefeito pode ser barrada pela Justiça Eleitoral

E registro de candidatura fica ainda mais difícil

Em decisão tomada nesta terça-feira por unanimidade, os desembargadores que integram a 9ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça rejeitaram recurso impetrado pela defesa do candidato a prefeito de Casimiro de Abreu pelo PSB, Paulo Dames, contra sentença já confirmada antes pelo TJ, em ação que o condenou por improbidade administrativa, o que, conforme o imposto pela Lei Complementar n° 135/2010, chamada popularmente de Lei da Ficha Limpa, o deixa inelegível.  Mesmo com vários problemas no Poder Judiciário e pendências junto ao Tribunal de Contas Dames teve seu nome homologado em convenção realizada no último domingo, mas ninguém na cidade - além dele mesmo, familiares e aliados mais próximos - aposta que sua candidatura passe pelo crivo da Justiça Eleitoral.

A coisa está feia na cidade, mas o governo quer que tudo pareça bem aos olhos de quem não conhece a realidade

Guapimirim obriga servidores a comparecerem a evento, mas não tem pressa em pagar os salários nem garantir remédios nas unidades de saúde e merenda suficiente nas escolas

No próximo sábado milhões de pares de olhos estarão voltados para a passagem da tocha olímpica pelo município de Guapimirim - uma pequena cidade do estado do Rio de Janeiro - e os da fiscalização da Justiça Eleitoral também, estes focando nos “papagaios de pirata”, como estão sendo chamados os candidatos a cargos eletivos nas eleições deste ano que tem comparecido a eventos e chamando de suas as realizações custeadas com o dinheiro do povo, principalmente no setor de Educação, onde a máquina pública, de acordo com denúncias feitas por professores e funcionários de apoio, estaria sendo usada para fins eleitorais.

Carlos Augusto e Alcebíades Sabino deverão ser alvo de ações de impugnação contra sua candidturas

Terceira via perdeu os três nomes considerados mais fortes para Carlos Austo

Em convenção marcada para o próximo domingo, o PMDB de Rio das Ostras vai confirmar o deputado estadual Carlos Augusto Balthazar na disputa pela Prefeitura, mas isso não significa dizer que o caminho do ex-prefeito está livre. Tanto o chamado bloco de oposição como o atual prefeito, Alcebíades Sabino, vão fazer de tudo para tirá-lo do páreo, buscando impugnar sua candidatura. É que o recurso que garantiu a ele o direito de assumir uma cadeira na Assembleia Legislativa ainda não foi julgado no mérito e os adversários voltarão a questionar se a inelegibilidade a qual fora condenado é pelo período de três ou oito anos. Como Sabino também tem “telhado de vidro”, sua barba já deve estar de molho, pois mesmo esburacada a chamada terceira via vai tentar lhe criar dificuldades.

O prefeito Alcir Martinazzo já foi condenado pelo TCE por contratos irregulares (Foto: Ivan Teixeira)

E o Tribunal de Contas suspende edital de licitação pela terceira vez

Condenado em outubro de 2014 a devolver cerca de R$ 6 milhões aos cofres da municipalidade, em decisão tomada pelo Tribunal de Contas do Estado, o prefeito de Seropédica, Alcir Martinazzo, continua teimando em alugar caminhões e equipamentos a preços superiores aos praticados no mercado. Pelo menos foi isso que o TCE constatou ao analisar um edital de licitação no valor de R$ 15.768.283,82 visando a contratação de uma empresa de locação de máquinas e caminhões. O edital prevê o aluguel de caminhão pipa, retroescavadeira, escavadeira hidráulica, rolo compactador, ônibus, van e caminhonete pelo prazo de um ano. A primeira análise aconteceu no dia 3 de março, quando o TCE determinou correções em 12 itens da pesquisa de preço que continha valores acima da tabela Emop, que é usada como base na contratação de obras e serviços.