''Trem da alegria'' apita em Macaé
Pobreza de Japeri não envergonha os ''donos'' do poder
Farmácia localizada a 240 quilômetros recebeu R$ 6,4 milhões por fornecimento de remédios a pacientes de Silva Jardim
Prefeito de Resende se comporta como quem está a algumas voltas de vantagem sobre o considerado principal adversário
Descoberta de brasileiros pode mudar a história da humanidade

Desembargador entendeu que participação de Adriano Serfiotis foi de menor gravidade

 

O desembargador Marcus Bazílio, da 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, concedeu habeas corpus a Adriano Serfiotis, preso no dia 20 de junho sob a acusação de ter participado de uma tentativa de extorsão contra o prefeito de Porto Real, Ailton Marques. O magistrado mandou soltar Adriano, que tem prazo de cinco dias – a contar de sua saída da prisão – para entregar o passaporte ao juízo da Vara Única da cidade e comunicar o endereço onde poderá ser encontrado. O magistrado acatou o argumento da defesa de que Adriano somente entrou em contato com o prefeito para esse fosse em sua residência, onde Ailton foi ameaçado o prefeito para que pagasse uma dívida de campanha no valor de R$ 2 milhões, que teria sido contraída pelo ex-prefeito Jorge Serfiotis, pai de Adriano.

Propaladas aos quatro cantos de Resende como grandes feitos do governo municipal, grande parte das reformas em prédios da Prefeitura poderão acabar em inquéritos de investigação do Ministério Público e possivelmente em denúncias de improbidade administrativa, uma vez que muitos contratos estariam na escuridão dos subterrâneos da gestão do prefeito Diogo Balieiro Diniz. Como tem a maioria dos vereadores, o governante conseguiu barrar no ultimo mês de junho, por exemplo, o requerimento de informações 031/2019 de autoria do vereador Caio de Freitas Sampaio, que pretendia passar um pente fino no programa Revitaliza Resende.

David Brasil foi secretário de Defesa Civil em Queimados, onde cumpre mandato de vereador

 

Um ano após ter sido alvo de uma operação de busca e apreensão por parte do Ministério Público, o vereador David Brasil Caetano foi preso na manhã desta quinta-feira. Ele é suspeito de comandar um milícia no município de Queimados, que teria ligação com o tráfico de drogas. O político é apontado pelo MP como o responsável pela distribuição clandestina de sinal de TV a cabo em condomínios do programa habitacional Minha Casa, Minha Vida, e o grupo dele está sendo investigado também por homicídios, extorsões e roubos. Além de David, foram presos até agora maios oito suspeitos.

Devido à "ausência de estudos técnicos para embasar o valor das tarifas definidas no edital ", o Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro manteve suspensa a licitação aberta pela Prefeitura de Nova Friburgo para a exploração das linhas municipais de ônibus. A decisão foi tomada na sessão plenária de ontem (17). O TCE apontou 34 itens no edital que precisam passar por adequações.

Em decisão tomada nesta quarta-feira (17), o desembargador Fernando Cerqueira Chagas, da 11ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, manteve sentença do juízo da 5ª Vara Cível de Duque de Caxias, assegurando aos candidatos aprovados para funções administrativas no concurso público realizado em 2015 pela Prefeitura daquele município para o setor de Educação. Com a decisão o prefeito Washington Reis (foto), vai ter de substituir os nomeados e contratados que estiverem ocupando as vagas que, por direito, são dos aprovados no certame.