IBGE reforça relação entre saúde e saneamento básico
Firma novata estréia faturando alto em Nova Iguaçu
Novo presidente terá de garantir mais vagas no ensino superior
Câmara não se esforça para abrir a caixa-preta do governo em Paraíba do Sul: fica nos requerimentos solenemente ignorados pelo prefeito
Sem renovação: 75% dos deputados federais devem se reeleger

Em julho tinha sido detectada uma folga de R$ 666 milhões em relação ao teto de gastos

 

A diminuição das estimativas de gastos obrigatórios para o restante do ano fez a equipe econômica liberar R$ 4,12 bilhões para ministérios e órgãos federais. O valor foi divulgado sexta-feita (21) pelos ministérios do Planejamento e da Fazenda, que divulgaram o Relatório de Avaliação de Receitas e Despesas do quarto bimestre. Apresentado a cada dois meses, o relatório contém previsões sobre a economia que orientam a execução do Orçamento Geral da União. O detalhamento de quanto cada pasta receberá será publicado em decreto até o dia 30.

Violência aconteceu em um Ciep de Rio das Ostras

 

"Eu me senti muito mal, com muito medo, achando que eu ia morrer". É assim que o professor Thiago dos Santos Conceição descreve os momentos logo após ser agredido por alunos durante uma aula de português no Ciep Municipal Mestre Marçal, em Rio das Ostras, cidade da Região dos Lagos do Rio. Na última terça-feira (18), estudantes humilharam o professor enquanto ele começava a aplicar uma prova. Um vídeo gravado no local por um aluno mostrou as cenas e viralizou nas redes sociais. Na filmagem, um dos adolescentes aparece rasgando as avaliações e ameaçando o docente de morte. Até mesmo uma pochete, que atingiu o quadro branco, foi lançada na direção do professor. "Eles já vieram agitados de casa. Não sei o que aconteceu, estou até agora tentando entender o comportamento. Eu já tinha sofrido agressões antes, mas apenas de cunho verbal", explica.

Ano fiscal de 2017, segundo o órgão fiscalizador, foi fechado com superávit

 

Apesar de ter encontrado dívidas no total de cerca de R$ 100 milhões e sofrer as conseqüências de arresto de recursos nas contas da Prefeitura para garantir o pagamento de débitos deixados pela ex-prefeito Tarciso Pessoa, a prefeita de Paracambi, Lucimar Ferreira (foto), teve as contas de gestão – referentes ao exercício de 2017 – aprovadas pelo Tribunal de Contas. Segundo análise do conselheiro Christiano Lacerda Ghuerren, que relatou o processo, Lucimar "realizou os investimentos mínimos obrigatórios em Educação e Saúde e conseguiu fechar o ano com superávit".

Entre elas a duplicação de dois viadutos e reativação do hospital infantil e da maternidade

 

Quem esteve ontem (20) no lançamento da campanha do vice-prefeito da cidade, Gelson Avevedo (PHS) – que disputa um mandato de deputado federal – ouviu do candidato a governador Eduardo Paes (DEM) a promessa de que a Baixada Fluminense terá prioridade se ele for eleito, e que São João de Meriti terá muito a comemorar. Paes disse que vai ajudar o prefeito João Ferreira Neto, o Dr. João a duplicar os viadutos do Lugano e do Grande Rio, e a reabrir o Hospital Maternidade do Morrinho e o Hospital Infantil, fechado na gestão anterior. Além de Paes, o evento teve a presença de vários candidatos a deputado estadual, autoridades e secretários municipais. "Eu sei o que é a agonia de ser prefeito e não poder contar com o governo do estado para conquistar aquilo que a cidade precisa. Eu quero assumir um compromisso com a cidade de Meriti", disse Paes. 

Em contato com o elizeupires.com na noite de ontem (20), o prefeito de Nova Iguaçu, Rogério Lisboa (foto), afirmou que a empresa Juliana Terto do Nascimento Refeições, vencedora do lote 2 da licitação para fornecimento de merenda aos alunos da rede municipal de ensino, apresentou o menor preço e disponibilizou toda a documentação necessária para habilitá-la a participar do processo. "O edital foi aprovado pelo Tribunal de Contas e o processo licitatório tramitou dentro da normalidade. Venceram as empresas que apresentaram a documentação exigida pela lei e ofereceram o menor preço", afirmou.