Siga o ElizeuPires.com

Twitter Facebook

Novo reservatório inaugurado ontem pela Cedae vai atender 130 mil moradores de Mesquita e Nova Iguaçu

Com a finalidade de aumentar a oferta de água nos municípios de Mesquita e de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, a Cedae colocou em operação ontem o reservatório JK. Localizado na Rua Irmãos Maurício, entre as duas cidades, o reservatório tem capacidade para armazenar 7,5 milhões de litros e abastecerá integralmente a região em conjunto com o reservatório já existente, beneficiando cerca de 130 mil moradores. A estatal também colocou em funcionamento o novo sistema do booster JK (conjunto de bombas responsável por regular a pressão na rede), que teve sua capacidade aumentada por meio da instalação de duas novas bombas e da reforma dos motores das outras duas bombas já existentes. A intervenção garantirá uma vazão diária de 22 milhões de litros por dia.

Auditoria confirma irregularidades nas contas da Saúde de Valença

De 1º de janeiro de 2009 a 31 de julho deste ano o município de Valença, no Sul Fluminense, recebeu mais de R$ 330 milhões em repasses do governo federal, boa parte desse volume para aplicação na rede de saúde, mas não existe nenhuma prestação de contas que possa certificar que realmente o dinheiro repassado pela União e o mínimo constitucional que a Prefeitura é obrigada a investir em atendimento médico e em programas de saúde, tenham sido bem aplicados, porque a própria administração municipal tem dificultado as ações de fiscalização cabíveis ao Conselho Municipal de Saúde. Pelo menos é isso que diz o relatório a auditoria feita na Secretaria de Saúde, a pedido do Ministério Público Federal, pelo Departamento de Auditoria do Sistema Único de Saúde (SUS). Segundo o relatório, ao qual o elizeupires.com teve acesso, os registros do Fundo Municipal de Saúde, responsável pela gestão do dinheiro destinado ao setor, “não permite identificar com clareza a origem e o destino dado aos recursos repassados pelo SUS”.

Servidores de Magé já podem fazer empréstimos consignados

Taxa varia entre 1,6% a 2,4% é válida apenas para efetivos, aposentados e pensionistas 

A partir de outubro os funcionários da Prefeitura de Magé poderão fazer empréstimos junto ao Banco Itaú, com as parcelas descontadas na folha de pagamento e com taxa de juros bem menor que a praticada no mercado, que, em alguns casos, chegam a 8% ao mês para os negócios não consignados. De acordo com o convênio firmado entre a administração municipal e a instituição financeira, o valor tomado pode ser pago em até 54 meses e o dinheiro solicitado será liberado rapidamente. O empréstimo consignado é somente para os servidores efetivos, aposentados e pensionistas.

Deputados “brigam” por causa da autoria da Lei Seca

Um nem parlamentar era quando o projeto foi aprovado

Aprovada no dia 19 de junho de 2008, quando um deles nem deputado era, a Lei federal 11.705, que modificou o Código de Trânsito Brasileiro e acabou batizada de "Lei Seca", virou embate de campanha no pleito deste ano.  A “paternidade” da “criança” é atribuída equivocadamente ao deputado Hugo Leal (Pros), que, na verdade, segundo os registros da própria Câmara dos Deputados, foi o relator do projeto de lei que já chegou praticamente pronto à Casa Legislativa, bastando apenas ganhar corpo de lei e tramitar pelas comissões permanentes até ser levado ao plenário para ser aprovado.