Depois de 22 anos...
Em Magé quem faz o ''milagre'' é ''santo'' de fora
Itaboraí é o novo eldorado para o grupo da Lytoranea
Prefeitos vão se unir para reabrir hospital de Barra de São João
'Fantasma' estaria de olho no lixo em Nova Iguaçu
Três grandes contratos feitos pela Companhia de Serviços de Cabo Frio estão sendo investigados

A cidade paga quase o triplo do valor contratado por municípios bem maiores. Empresa é a mesma contratada, também sem licitação, em Casimiro de Abreu

Guarulhos tem mais de 1,3 milhão de moradores e gasta R$ 140 mil por mês com a manutenção da iluminação pública. A cidade da Região Metropolitana do estado de São Paulo, em relação a esse serviço, foi usada como exemplo pela Polícia Federal para confrontar os números relativos a um contrato firmado pela empresa Hashimoto Manutenção Elétrica e Comércio com a Companhia de Serviços Públicos de Cabo Frio (Comsercaf), autarquia municipal, cujo presidente, Claudio Moreira, foi preso na semana passada. Cabo Frio, segundo o IBGE, tem cerca de 190 mil moradores, mas paga à Hashimoto R$ 508 mil mensais. Moreira é apontado pela PF e o Ministério Público como chefe de uma organização criminosa que teria sido montada para cometer fraudes na Comsercaf.

... a Rodovia do Contorno é inaugurada em Volta Redonda

Ao custo de R$ 104 milhões e 22 anos após o início das obras, a Rodovia Prefeito Nelson dos Santos Gonçalves, a Rodovia do Contorno, foi entregue à população de Volta Redonda. Com 12,5 quilômetros, a estrada liga a BR-393 (Lúcio Meira) à BR-116 (Via Dutra) e vai facilitar bastante o acesso entre os municípios dos Sul Fluminense. "Agora os compromissos assumidos pelo governo federal têm começo, meio e fim. Porque nada mais retrata a leviandade, o desperdício e a irresponsabilidade fiscal do que obras que se iniciam sem condições de cumprir as decisões tomadas no início da obra, e que são paralisadas, causando um prejuízo enorme", disse o ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Moreira Franco, que é coordenador do programa federal.

O governador Luiz Fernando Pezão e os representantes do Banco BNP Paribas vão assinar nessa segunda-feira o contrato de um empréstimo de R$ 2,9 bilhões, dinheiro que será usado no para quitar os salários atrasados, o 13º do ano passado 2016 e as gratificações pendentes. Segundo a Secretaria de Fazenda, a primeira parte – R$ 2 bilhões – vai cair na conta do governo no máximo até o dia 18 e a partir dessa data o pagamento será liberado para todo o funcionalismo. Para garantir o empréstimo o Estado ofereceu até 50% das ações da Companhia de Águas e Esgoto do Rio de Janeiro (Cedae), que será privatizada.  O empréstimo foi costurado dentro do plano de recuperação fiscal firmado entre a União e o governo fluminense e um leilão foi realizado para a escolha da instituição financeira com a qual a transação seria feita.

"Assedio" a vereadores de Nova Iguaçu seria só uma prévia para 2020

Ele já sonhou com Japeri, mas estaria mesmo é preparando um passo maior. O ele em questão é o ex-prefeito Max Lemos, que mesmo com a prisão de seus padrinhos e mentores políticos – Sergio Cabral e Jorge Picciani – acredita que conseguirá eleger-se deputado federal no próximo ano, saindo como o mais votado da Baixada Fluminense. Para isso, Lemos, que conta com o pesado apoio da máquina administrativa de Queimados e com a simpatia da maioria dos membros da Câmara Municipal, agraciada com participação no governo, tem conversado muito com alguns vereadores de Nova Iguaçu e quem já teve um tete a tete com ele diz que o homem tem um grande poder de persuasão, sendo bastante convincente, até porque estaria pensando em disputar a Prefeitura iguaçuana em 2020. O problema é que essa aproximação política já estaria provocando ciúmes, pois os vereadores de lá acham que Lemos estaria valorizando mais os colegas do município vizinho do que eles.

 

Deputado vizinho garante mais duas emendas para ajudar o município na crise

 

Na hora do vamos ver a quantidade de votos obtidos por um político em uma cidade pode não fazer diferença alguma no momento de uma compensação coletiva e o retorno pode ir além do esperado. É exatamente isso que está mostrando a atuação parlamentar de um político de Duque de Caxias em favor do município de Magé. O deputado federal Sóstenes Cavalcante (DEM) esteve na cidade para informar ao prefeito Rafael Santos Souza, Rafael Tubarão, a aprovação de mais duas emendas impositivas, que garantirão investimentos nos setores de Saúde e Educação. Em setembro ele já havia anunciado a liberação de R$ 2,4 milhões para a Saúde e está já foi aplicada. Agora o setor receberá mais R$ 3,050 milhões e a outra emenda  - de 700 mil - é para custear a climatização das escolas da rede municipal. O parlamentar - que em 2014 teve na cidade 10% da votação conferido na cidade ao representante local - tornou-se um importante parceiro na alocação de recursos financeiros.