Hospital de Guapimirim agora funciona com duas emergências
Magé tem representante no prêmio Professores do Brasil
Saúde de Nova Iguaçu não divulga contrato de terceirizada
Barra Mansa não pode mais obrigar alunos a rezar o Pai Nosso
Contas públicas de Magé não batem
O projeto Morar Legal é realizado pela Prefeitura em pareceria dos cartórios do 1º e 3º ofícios

Projeto incentiva população a legalizar imóveis

Cerca de 70% dos imóveis dos bairros periféricos de Belford Roxo, na Baixada Fluminense, estão em situação irregular, não existindo juridicamente. Como só é realmente dono quem registra, a Secretaria de Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico, está incentivando os moradores a fazerem o cadastro de suas casas e terrenos, medida tomada através do Morar Legal, projeto que vai percorrer todo o município. Esta semana o ônibus do projeto estará na praça do bairro Wona, atendendo de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h. O projeto conta com a pareceria dos cartórios do 1º e 3º ofícios e os interessados devem comparecer no ônibus com identidade, CPF, comprovante de residência, carnê ou guia de IPTU atual ou antigo, contrato particular de compra e venda do imóvel ou promessa de compra e venda da escritura, caso tenha. Quem não tiver carnê ou guia do IPTU, deve levar o documento que tiver do imóvel junto aos demais.

Inscrições começam segunda-feira

O Programa Municipal de Qualificação Profissional de Rio das Ostras, desenvolvido pela Secretaria de Gestão Pública, abrirá amanhã (23), o processo seletivo para cursos de informática. Estão sendo oferecidas 120 vagas distribuídas para os cursos de Access, Excel Básico e Avançado, Power Point e Word Básico. As inscrições pela internet podem ser feitas no período das 9h de segunda até às 15h de terça-feira, com preenchimento de formulário padrão, disponível no site www.riodasostras.rj.gov.br/qualificação. Poderão participar da seleção pessoas com idade mínima de 16 anos completos e que residiam em Rio das Ostras. Os candidatos também poderão realizar inscrição nos computadores com acesso à internet, disponibilizados no Centro Municipal de Inclusão Digital de São Cristóvão, que fica na Rua da Assembleia, s/nº, de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.

A unidade ganhou ainda uma sala de estabilização e novos sanitários

O Hospital Municipal José Rabello de Mello já está funcionando com duas recepções de setores de emergência, uma para crianças e gestantes e outra para o público em geral, medida que vai contribuir para agilizar o atendimento e evitar o encontro com pacientes que chegam ao hospital com ferimentos à mostra e em estado grave. A inauguração foi  ontem (20), com a abertura também de uma sala de estabilização, setor receberá os doentes em estado crítico, onde receberão o tratamento para estabilizar o quadro clínico até o encaminhamento ao Centro de Terapia Intensiva.

Ele é acusado também de usar instituição para contratar mão de obra irregularmente

O gasto de mais de R$ 4 milhões com o Instituto Sorrindo Para a Vida para contratação indireta de funcionários e dispensas de licitação em favor D.D.F. Vip Veículos para os serviços de aluguel de carros à Prefeitura de Valença, entre 2003 e 2007, levou o Ministério Público a denunciar na Justiça o ex-prefeito desta cidade do Sul Fluminense, Antônio Fábio Vieira (foto) por crime de responsabilidade e fraude em processo licitatório. A ação foi proposto pela 1ª Promotoria de Justiça Criminal de Valença, tendo também como réus Fabrício Le Draper Vieira, Alexandre Dantas Figueira, Jorge de Oliveira e Flávio Gennari. Segundo a acusação, Antônio Fábio Vieira e seu filho Fabrício, junto com Jorge de Oliveira, o então secretário de Governo e Administração, dispensaram licitação fora das hipóteses previstas em lei para contratar a locação de veículos e serviço de sonorização com a D.D.F., representada por Alexandre.

A 50ª Edição da Exposição Agropecuária, Industrial e Comercial de Resende começou a gerar polêmica com o anúncio de atrações antes mesmo de a organizadora ter sido contratada

Exposição milionária começou a gerar polêmica a partir de licitação 'melada'

A Justiça deverá começar analisar nos próximos dias os documentos juntados em uma ação que propõe a identificação, punição e ressarcimento aos cofres públicos por parte do(s) verdadeiro(s) "dono(s)" da 50ª Edição da Exposição Agropecuária, Industrial e Comercial de Resende (Exapicor), evento realizado entre os dias 25 de setembro e 1º de outubro para comemorar os 216 anos da cidade do Sul Fluminense, celebrado em 29 de setembro. Oficialmente a festa multimilionária foi organizada pela Associação dos Sertanejos de Resende, por meio de uma carta-convite feita pela Prefeitura no último dia 23 de agosto, um dia após o pregão presencial 128/2017 ter sido declarado deserto. A festa teve sua principal atração artística anunciada antes mesmo de a organizadora ter sido contratada pela administração municipal, o que gerou uma série de questionamentos.