Macaé: redução de preço determinada pelo Tribunal de Contas na licitação da coleta de lixo durou apenas um ano
Depois do centro de Nova Iguaçu, bases do 'Segurança Presente' serão implantadas em Austin e Miguel Couto
Tem feira no point em Magé
Queimados diz que maternidade está pronta, que só faltam os equipamentos para inaugurá-la, mas ainda não pagou pelo prédio
Prefeitura de Japeri esconde contratos da merenda: cinco fornecedores foram escolhidos por mais de R$ 17 milhões
Queimados via Volta Redonda: contrato de gestão de hospital na Cidade do Aço teria se transformado em bom ''negócio de família''

Itaboraí contrata por R$ 4,9 milhões o que poderia ter por R$ 3,9 milhões

O gasto do dinheiro público em Itaboraí pode ser feito da maneira que os gestores do município entenderem e nenhuma satisfação tem de ser dada aos contribuintes. Pelo menos essa é a impressão  deixada a opção pelo silêncio feita pela administração municipal em relação a um processo licitatório, do qual foi declarada vencedora uma empresa que cobrou R$ 1 milhão a mais que uma corrente que acabou desclassificada. A denúncia foi levada ao conhecimento do prefeito Helil Cardoso (PMDB), na última sexta-feira, através de sua assessoria de imprensa, mas até o final da noite de ontem nenhuma explicação havia sido dada.

Conforme o elizeupires.com denunciou no último sábado, a Prefeitura de Itaboraí abriu processo licitatório para contratar uma empresa de locação de equipamentos pesados, máquinas e caminhões, mas, no pregão presencial, o martelo foi batido em favor da que ofereceu o preço máximo, quando uma concorrente com contratos firmados em vários municípios, cobrou R$ 1 milhão a menos. A empresa Heringer apresentou sua proposta no valor total de R$ 3,9 milhões e mesmo assim foi tirada do processo, o que beneficiou a empresa Engepark, que cobrou R$ 4,9 milhões, o valor global especificado para o objeto da licitação.

 

Matéria relacionada:

Licitação sob suspeita em Itaboraí

Comentários  

0 #1 Leandro 11-07-2013 09:15
Esse é igualzinho ao Sergio Soares. Estamos perdidos aqui em Itaboraí.
Citar

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar