Segurança Presente será implantado na Baixada
Projeto mostra que é possível integrar agricultura e preservação
Sobrepreço na merenda escolar de Japeri chegou a R$ 3,5 milhões
Governo do Rio foca no descarte correto de resíduos em 2019
Magé chega aos 454 anos e vai ganhar obras de presente

Processo está na procuradoria que não responde recurso

Denunciado pelo elizeupires.com no último dia 6, o processo licitatório aberto pela Prefeitura de Itaboraí para locação de caminhões e máquinas pesadas, está, desde o início da semana, na Procuradoria Geral do Município, para onde fora encaminhado pela Comissão Permanente de Licitação, que depende de um parecer jurídico para validar ou não o certame. Essa concorrência, na modalidade pregão presencial, que foi colocada sob suspeita por conta da desclassificação de uma empresa concorrente, que apresentou proposta com uma diferença, a menor, de R$ 1 milhão, em relação à empresa declarada vencedora do pregão presencial.

Embora tenha tomado conhecimento do fato o prefeito Helil Cardoso vem mantendo silêncio sobre o assunto. Entretanto, informações passadas ontem à noite por uma fonte ligada ao governo, dão conta de que a licitação será mesmo homologada em favor da empresa Engepark, que cobrou R$ 4,9 milhões, o valor global especificado no edital para o objeto da licitação, contra a proposta de R$ 3,9 milhões apresentada pela empresa Heringer, que presta esse serviço em vários municípios fluminenses e conta com frota própria, o que reduz bastante os custos da locação.

De acordo com a fonte, o recurso impetrado pela empresa que ofereceu a melhor proposta não havia sido julgado até o final da tarde de ontem e, ao ser analisado, deverá ser rejeitado, para que o prefeito possa homologar o processo e confirmar a vitória da empresa que cobrou mais caro. Segundo a fonte, os processos licitatórios no município de Itaboraí nessa nova gestão estão sendo tocados da mesma forma observada durante a administração do prefeito Sergio Soares. “Não há transparência alguma. Os editais não são vistos por quase ninguém. Os atos oficiais que tratam de concorrência e contratos são como pernas de cobras, ninguém vê”, afirmou.

 

Matérias relacionadas:

Licitação sob suspeita em Itaboraí

Prefeito se cala sobre licitação suspeita 

 

Comentários  

0 #1 Sadi 27-07-2013 07:45
O Helil vai homologar essa licitação e ninguém vai fazer nada. O jogo de interesse é muito grande e para esse tipo de gente o dinheiro público não tem dono.
Citar
0 #2 erivelton do nascimento de sousa 27-07-2013 14:56
É LAMENTÁVEL, MAS ATÉ O CONCURSO PARA GUARDA MUNICIPAL MÚSICO ELE INSISTE EM NÃO CONVOCAR OS APROVADOS ,E PERMANECE COM OS COMISSIONADOS .
Citar
0 #3 angella 28-07-2013 13:36
É uma vergonha. O próprio concurso ele fez o que quis e agora continua.....................
è preciso que algo seja feito para acabar com esses desmandos no município......
Citar

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar