Instalação de lâmpadas de LED em Resende estaria escondendo 'buraco negro' de aproximadamente R$ 8 milhões
Saúde a domicilio em Mesquita
''Trem da alegria'' apita em Macaé
Pobreza de Japeri não envergonha os ''donos'' do poder
Farmácia localizada a 240 quilômetros recebeu R$ 6,4 milhões por fornecimento de remédios a pacientes de Silva Jardim

Carlos Augusto e Riverton Mussi querem um abrigo na Alerj

Os dois governaram, por oito anos, duas das cida- des mais ricas do país. Ambos deixaram o poder no dia 31 de dezembro de 2012 e traba- lham no mesmo projeto: pavi- mentar uma estrada que lhes conduza até a Assembleia Le- gislativa do Estado do Rio de Janeiro e para isso estão mui- to bem dispostos, inclusive a tentarem demolir uma mon- tanha de pedras que os dois têm pela frente: processos por improbidade administrativa, crimes eleitorais, inquéritos no Ministério Público e sentenças de condenações já proferidas. Os dois em questão são Carlos Augusto Balthazar e Riverton Mussi, eleitos, em 2004 e reeleitos em 2008 prefeitos de Rio das Ostras e Macaé, respectivamente.

Tendo deixado o PMDB e ingressando numa legenda auxiliar, o PSL, Carlos Augusto já está praticamente em campanha. Tem se reunido na “encolha” com lideranças locais e de cidades vizinhas. Costura alianças e apoio, mas vai precisar muito mais do que votos, pois o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) rejeitou, no dia 30 de julho do ano passado, os embargos de declaração interpostos contra uma sentença que o tornou inelegível até o ano de 2021, por conduta vedada e abuso de poder econômico durante a campanha para prefeito em 2008.

O processo no qual o recurso de Carlos Augusto foi rejeitado é considerado o mais simples deles. Existem outras ações judiciais por prática de crimes eleitorais ainda tramitando, consideradas muito mais complexas. Por conta delas o ex-prefeito cumpriu o segundo mandato sob a pressão, diante da possibilidade de deixar a Prefeitura. Cerca vez ele ficou fora do cargo por 24 horas e quando o então presidente da Câmara de Vereadores, Carlos Afonso Fernandes se preparava sentar na cadeira uma decisão do TSE a devolveu para o ex-prefeito.

Cheio de contas a acertar, o ex-prefeito de Macaé terá de enfrentar muitas dificuldades, mas, segundo alguns observadores, os “abacaxis” dele são um pouco menores que os do ex-prefeito de Rio das Ostras. Riverton Mussi é um dos campeões de multas aplicadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) e têm contas de gestão reprovadas, o que, segundo a Lei da Ficha Limpa, é suficiente por torná-lo inelegível por um período de até oito anos.  Em dezembro do ano passado, por exemplo, uma sucessão de erros e uso indevido de recursos destinados ao setor de Educação levaram o TCE a reprovar as contas da Prefeitura de Macaé referentes ao exercício de 2012, o último ano de mandato de Riverton, que já teve outras contas reprovadas e responde a inquéritos no Ministério Público e a processos por improbidade administrativa.

Entre as irregularidades apontadas pelo conselheiro Julio Rabello, relator do processo das contas de 2012, estão o uso de verba da educação para a realização de desfiles cívicos e compra de banheiros químicos, grades de proteção metálica e faixas promocionais, por exemplo. Além disso, Riverton realizou despesas no total de R$ 259.182.504,22, sem o registro contábil, contrariando as normas gerais de contabilidade pública.

Apesar das pendências jurídicas, é numa fazenda localizada entre os municípios de Silva Jardim e Araruama que o ex-prefeito de Macaé se reúne com possíveis aliados para tentar voltar à vida pública, disputando um mandato de deputado este ano. Em boa situação financeira não será muito difícil para ele cooptar aliados, mas conseguir registrar sua candidatura com tantos problemas nas costas, deverá ser outros quinhentos.

Comentários  

0 #1 Rubens 10-02-2014 00:38
Vamos ver se a lei da ficha limpa vai funcionar. Essa nossa Justiça costuma deixar passar muitos fichas sujas.
Citar
0 #2 Gilmar 10-02-2014 00:44
Esses dois brincaram de fazer besteiras, mas a nossa Justiça costuma deixar passar muitos lambões.
Citar
0 #3 Daniele 10-02-2014 01:10
O engraçado é que são reeleitos pelo mesmo povo que se escandaliza com essas atitudes covardes de políticos. Nós devemos tomar vergonha na cara!!!
Citar
0 #4 Cleber Luiz 10-02-2014 08:33
Essa é uma dupla da pesada. Que os eleitores façam a justiça que a Justiça deixar de fazer.
Citar
0 #5 Moreno 10-02-2014 21:03
Mesmo sem querer, o elizeupires.com está, por hora, fazendo a alegria do nefasto Alcebíades Sabino, vulgo Sabino Malvadeza, principal adversário do Carlão. Vamos ver o que o elizeupires.com dirá quando do anúncio da candidatura do cara de pau do Sabino Malvadeza. Lembrando: Carlos Augusto teve suas últimas contas como prefeito (2012) aprovadas pelo TCE. Um paradoxo, sem dúvidas. Ele mesmo que é acusado de ter fraudado o conturbado concurso público daquele mesmo ano. Vai entender?! Enquanto isso, Sabino até agora não apresentou provas das irregularidades que alegou ao anular por decreto o VI Concurso Público de Rio das Ostras.....
]
Citar
0 #6 Elizeu Pires 10-02-2014 21:43
Boa noite. O elizeupires.com não está a serviço desse ou daquele grupo e não depende de grupo algum, Nosso compromisso é com os fatos de interesse público. O pau que canta sobre Carlos Augusto é o mesmo que desce sobre Alcebíades Sabino. Sobre a anulação do concurso basta buscar nos arquivos do elizeupires.com as muitas matérias veiculadas, inclusive cobrando do prefeito a apresentação das provas. Se não voltamos a esse assunto é porque não há fato novo sobre ele, que já foi exaustivamente noticiado por aqui. Abraço e fique com Deus.
Citar
0 #7 Marcelino 12-02-2014 13:27
Eu mudo de nome se esse Carlos Augusto virar deputado, ele esta mais sujo que pau de galinheiro. Não sei como esse Carlos Augusto aina não foi preso pela Polícia Federal, esse é o nosso Brasil. Parabéns Elizeu Pires, sempre alertando e mostrando a verdade ao povo.
Citar
0 #8 Fábio S 14-02-2014 08:31
A idéia do SAbino é essa, eivar a imagem do Carlão com injurias afim de se perpetuar no poder em Rio das Ostras. Durante 8 anos que esteve na ALERJ, Sabino não fez nada além de inventar processos para atrapalar o Carlão e o seu governo. Hoje, com Sabino prefeito, as pessoas realmente vêem a forma opressora e ditadora do Sabino conduzir a cidade. A gestão do Sabino, é marcada por escândalos, corrupções, nepotismo, favorecimento de amigos e esquemas fraudulentos em contratos. Com a saída do Carlão da prefeitura, tudo piorou muito. Nós ristrenses não temos mais a saúde que tinhamos, não temos mais uma Educação que se destavava no ambito nacional, não temos infraestrutura e nem sistema de mobilidade. Só temos notícias de corrupção, festa para distrair alguns alienados e a velha politica de favorecimentos.

Resta-nos agora, acreditar no MP e no Judiciário, ou ter que esperar até as próximas eleições para tirar todo esse bando corrupto do poder.

Volta Carlão, eramos felizes e não sabíamos
Citar
0 #9 Michel 14-02-2014 15:28
É até difícil de acreditar que ainda existem pessoas que defendem e votam nesse Carlos Augusto Balthazar, mesmo sabendo que o ex prefeito Carlos Augusto criou secretárias em ano eleitoral para criar empreguismo e beneficiar amigos e parentes, inclusive nomeando a própria irmã e esposa como secretária, notícia que fez parte do programa da rádio Band news do renomado Jornalista Boechat, sem contar os diversos crimes eleitorais e escândalos de corrupção, processos em andamento no Ministério Público e diversas outras barbaridades.

Quem tem duvidas, basta fazer uma simples pesquisa pelo nome dele no Google. " Carlos Augusto Baltrhazar" Agora eu pergunto... Porque Carlos Augusto ainda não foi preso?
Citar

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar