Unidade terá 42 leitos de internação e capacidade para 500 partos por mês

 

O prefeito Carlos Vilela fez ontem a (10) mais uma visita técnica às obras de reforma, modernização e ampliação do Hospital Maternidade de Queimados, que estão 70% concluídas. Após ter que fazer reforço estrutural nos três pavimentos do prédio, que abrigava a antiga Casa de Saúde Bom Pastor – pois a estrutura estava comprometida – os trabalhos entraram agora na fase de acabamento e a previsão de entrega é para setembro. Ao todo, a unidade terá 42 leitos de internação, dois centros cirúrgicos – um para parto, outro para cirurgias eletivas –, diversas enfermarias e atende todas as normas de acessibilidade, como por exemplo: rampa de acesso e elevador nos três pavimentos. A capacidade total será de 500 partos por mês.

Ele é servidor efetivo da Prefeitura de São João de Meriti, onde foi assessor e subsecretário de Governo; chefe de fiscalização do Procon e membro da equipe de pregoeiros da Comissão de Licitação, ocupando função gratificada e cargos comissionados na gestão do prefeito Sandro Matos e na administração atual. Agora vai ser o todo-poderoso da Secretaria de Transporte, Trânsito e Mobilidade Urbana de Nova Iguaçu. Trata-se de Leonardo Bastos Callijão, nomeado ontem (6) pelo prefeito Rogério Lisboa para substituir o empresário Zenildo Coelho Barroso. Coelho ficou apenas um mês no cargo e, não fosse uma decisão judicial proferida na última quinta-feira (5), teria entrado para história como o agente público mais rápido, o que mais beneficiou as empresas de ônibus no menor espaço de tempo. No dia 21 Zenildo emitiu portarias proibindo os motoristas de vans de fazerem o embarque de passageiros no centro da cidade, um presente e tanto para as donas do pedaço, viações como São José, Flores, Glória, Linave e Mirante. Porém, seria mais prudente ao pessoal do serviço complementar não fazer festa agora, pois já se comentava hoje nos bastidores que o substituto teria um padrinho forte no setor, tipo grupo Lavouras.

"A Prefeitura vai recorrer". Foi com essas poucas palavras que o prefeito de Nova Iguaçu, Rogério Lisboa (foto) se pronunciou hoje sobre a decisão liminar da Justiça que determinou, ontem (5), a suspensão dos efeitos de duas portarias assinadas pelo secretário de Transporte, Trânsito e Mobilidade Urbana, Zenildo Coelho Barroso – que já foi dono de empresa de ônibus com concessão de várias linhas municipais – impedindo o tráfego das vans do transporte complementar pelo centro da cidade. A resposta lacônica, dada via WhatsApp ao elizeupires.com, sugere que Lisboa não esperava uma decisão judicial favorável aos trabalhadores do transporte alternativo nem estava preparado para receber a notícia. Em seu despacho no processo ajuizado pela  advogada Alderi Rolim, a juíza Mariana Moreira Tangari Baptista, da 6ª Vara Cível, acabou dando um 'puxão de orelhas' na administração municipal: "Nessa esteira, não se pode admitir que o município, subitamente, sem elementos técnicos precisos elabore projetos de mobilidade urbana em manifesto benefício das empresas de ônibus e prejuízo à atividade das vans".

Decisão liminar foi proferida a pouco pela juíza da 6ª Vara Cível

 

Em decisão liminar proferida hoje, a juíza Mariana Moreira Tangari Baptista, titular da 6ª Vara Cível, determinou a volta dos veículos do transporte complementar de passageiros ao centro de Nova Iguaçu. A partir de agora os motoristas das vans poderão parar para pegar passageiros nos mesmos locais de antes, e não só fazer o embarque e o desembarque nas ruas Dr.Thibau e  Rua Dom Valmor, como havia estabelecido o secretário de Transporte, Trânsito e Mobilidade Urbana, Zenildo Coelho Barroso, que já foi dono de empresa de ônibus com concessão de várias linhas municipais. Na decisão a magistrada deu um 'puxão de orelhas' na administração municipal: "Nessa esteira, não se pode admitir que o município, subitamente, sem elementos técnicos precisos elabore projetos de mobilidade urbana em manifesto benefício das empresas de ônibus e prejuízo à atividade das vans".

Capacidade de atendimento é de 600 pessoas por dia

 

Fechada há dois anos pelo então prefeito Dennis Dauttmam, Unidade Mista do bairro Lote XV, em Belford Roxo, foi reinaugurada ontem pelo prefeito de Belford Roxo, Wagner Carneiro, o Waguinho. Acompanhado da primeira-dama Daniela Carneiro, do deputado estadual Márcio Canella e do secretário de Saúde, Vander Louzada, o prefeito reabriu a unidade que tem capacidade para atender cerca de 600 pessoas, socorrendo moradores dos bairros Wona, Vila Pauline, São Vicente, Parque dos Ferreiras e Vasco.