Unidade de atendimento funciona na localidade de fragoso

"Agora está mais perto. Eu precisava sair duas horas antes de casa, caminhar até o ponto de ônibus para chegar na hora certa do atendimento. E também volto cedo para casa, para fazer o almoço e arrumar a Jessica para a escola. Facilita muito". Quem diz isso é a dona de casa Sônia da Silva Lima, moradora do bairro Jardim Nazareno, em Piabetá, que agora não precisa se deslocar até ao centro de Magé para garantir as sessões de fisioterapia as quais sua filha - que teve hemiparesia, um tipo de paralisia que afetou o lado direito do corpo - precisa ser submetida. É que a Secretaria Municipal de Saúde inaugurou a ala infantil destinada a esse tratamento na Unidade Mista 24 Horas de Fragoso, a dez minutos de onde Sônia reside.

O serviço de fisioterapia da rede municipal de saúde conta com quatro centros (Magé, Santo Aleiro, Mauá e Fragoso), além dos pólos que funcionam em postos do Programa Saúde da Família. A média é de 40 mil atendimentos por ano, procedimentos que mudam a vida dos que dependem desse tratamento.  “A gente vê o resultado do tratamento. O João começou aqui vai fazer um mês e ele não sentava. Hoje ele senta e está arrumando a postura”, diz Jaqueline de Carvalho, mãe de João Gabriel, de seis anos.

De acordo com Carine Tavares, atual secretária de Saúde, o foco é melhorar cada vez mais o atendimento, com mais qualidade. "Criamos esse setor para atender nossas crianças, vamos trabalhar para levar esse mesmo serviço a todos os centros de fisioterapia", diz Carine, que é fisioterapeuta.

O espaço destinado ao atendimento às crianças é montado de forma a deixar os pequenos pacientes bem a vontade. "A ala pediátrica têm tatames baixos, equipamentos adaptados para o tamanho dos pequenos pacientes, brinquedos e espelhos que ajudam no estímulo e tratamento", explica o coordenador geral de fisioterapia, Igor Rodrigues.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar