O prefeito Rogério Lisboa contratou uma empresa de reboque e essa vem faturando alto, principalmente nos fins de semana

Empresa encarregada do serviço tem de repassar 0%, mas Prefeitura não informa quanto já recebeu

Acumulando denúncias de excessos nos municípios de Miracema e Itaperuna, no Noroeste Fluminense, a Rodando Certo Serviços de Estacionamento e Reboque de Veículos vem operando em Nova Iguaçu desde março, com a mesma prática. Apoiada sempre por uma dupla de policiais militares e um efetivo de agentes de trânsito, está removendo para o deposto público carros sob qualquer pretexto e faturando alto com isso. A empresa fica com 90% do que é arrecadado com as taxas de reboque, mais as diárias e a Prefeitura com 10%. O problema é que já se passaram cinco meses desde a primeira operação 'Transito Legal' e não há nenhuma informação sobre quanto a empresa arrecadou até agora e muito menos sobre qualquer repasse aos cofres da municipalidade. Tudo isso ocorre na cara dos vereadores, que não fazem um movimento sequer no sentido de apurar os supostos excessos das operações e fiscalizar a receita e sua aplicação.

A contratação da empresa foi publicada quinze dias após o elizeupires.com noticiar que o contrato para o reboque de carros seria a próxima emergencial que a Prefeitura iria fazer. As operações denominadas pela Secretaria de Transporte e Transito de 'Transito Legal' são intensificadas sempre nos finais de semana, porque os veículos rebocados às sextas-feiras, por exemplo, rendem, no mínimo, quatro diárias, levando o dono de um carro rebocado a pagar mais de R$ 500 se for resgatá-lo na segunda-feira.

Rigorosa com os motoristas de veículos particulares, a secretaria e a empresa ignoram uma frota de caminhões velhos e com documentação vencida a serviço das empresas públicas Codeni e Emlurb, que circulam sem qualquer restrição pelas ruas do município.

 

Matérias relacionadas:

Locação de reboque poderá ser a próxima 'emergência' em Nova Iguaçu

Prefeito de Nova Iguaçu alega emergência até para rebocar carros

Vale tudo por 10% em Nova Iguaçu

Indústria do reboque em N. Iguaçu rende mais nos fins de semana

'Trânsito Legal' não vale para a frota ilegal da Prefeitura de Nova Iguaçu

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar