Imprimir
Categoria: Cidades

Novo sistema operacional propiciará a ampliação da receita sem aumento de imposto

A Prefeitura de Rio das Ostras vai funcionar com uma nova estrutura operacional, um sistema de última geração que, além de contribuir para melhorar o atendimento ao contribuinte, vai ajudar a Secretaria de Fazenda ampliar a receita sem que haja a necessidade de criação ou aumento de imposto. Uma parceria nesse sentido foi firmada com o Banco do Brasil, visando oferecer atendimento mais rápido e fácil, além de possibilitar também o recadastramento imobiliário da cidade, permitindo efetuar a cobrança de tributos de uma forma mais justa e eficiente. O município passará a ter um Cadastro Multifinalitário, um sistema de registro dos elementos espaciais que representam a estrutura urbana e que permitem agilidade e diversidade no fornecimento de dados para atender diferentes funções, inclusive a de planejamento urbano.

Para o prefeito Carlos Augusto Balthazar, esse investimento, feito por meio de um financiamento bancário a juros reduzidos, é de suma importância para Rio das Ostras. "Com esse novo sistema, teremos a possibilidade de fazer mais investimentos na saúde, na educação, na segurança e em muitas outras áreas, além de podermos fazer a retomada de investimentos em obras de pavimentação, saneamento e construção de creches, escolas e postos de saúde. No que diz respeito a Regularização Fundiária, será uma forma de resgatarmos a dignidade e a cidadania da população", diz o prefeito, explicando que o cadastro vai proporcionar a retomada do Programa de Regularização Fundiária e que o município vai poder rever a planta de valores da cidade, tornando a cobrança do IPTU mais justa, já que o valor venal dos imóveis será definido através de uma avaliação muito mais criteriosa.

Segundo o secretário municipal de Fazenda, João Batista Gonçalves, o maior benefício será a agilidade de execução nos serviços prestados pela Secretaria. "Passaremos a contar com um sistema georreferenciamento mais moderno que vai permitir, em tempo real, o monitoramento de aspectos urbanos. Para o contribuinte, ele terá acesso a diversos serviços como a segunda via das guias de IPTU e certidões, por exemplo", declarou.