Mesmo arrecadando 40% menos equilíbrio vai garantir as ações

"Em 2017, apesar de todas as dificuldades financeiras geradas pela queda na arrecadação, conseguimos manter as contas em dia e priorizar os setores de saúde e educação. Este ano, acredito, as dificuldades não serão menores, mas, além de focar na realização de obras vamos cuidar também da segurança, embora essa não seja uma atribuição do governo municipal". Foi o que disse na noite de ontem em reunião pública, na localidade de Pau Grande, com a participação de cerca de 1.500 pessoas, o prefeito Rafael Santos de Souza, Rafael Tubarão, durante uma espécie de prestação de contas à população.

Os repasses constitucionais para o município durante o ano passado passaram longe dos R$ 320 milhões esperados. Somaram pouco mais de R$ 230 milhões, uma diferença e tanto. "Passamos o ano apertando o cinto, renegociando contratos e equilibrando contas e finanças para não deixar a peteca cair. Não atrasamos um mês de salário sequer e conseguimos melhorar em muito os setores de saúde e educação. Isso representa uma grande vitória, mas queremos e vamos avançar mais", completou.

O prefeito aproveitou o encontro para ressaltar que o município necessita de uma representação parlamentar comprometida com os interesses da população e alinhada com o governo. Ele deixou escapar a pré-candidatura a deputado estadual do vice-prefeito Vandro Lopes Gonçalves, Vandro Família, numa dobradinha com o deputado federal José Augusto Nalim. "Magé precisa ter voz ativa na Assembleia Legislativa e na Câmara dos Deputados", afirmou.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar