Transparência parece ser palavra desconhecida pela administração municipal

 

Alguém precisa avisar ao prefeito Clovis Tostes de Barros, o Clovinho, que o exercício fiscal de 2018 começou há nove meses e que já passou da hora de sua gestão mostrar onde e em que está gastando os recursos públicos, usando para isso a ferramenta mais eficaz e de maior retorno para o contribuinte interessado em saber como estão as coisas na administração pública, o Portal da Transparência. Descumprindo a legislação criada para facilitar o controle social, a Prefeitura de Miracema não revela quanto já transferiu este ano para as empresas fornecedoras e prestadoras de serviços. Quando, por exemplo, o interessado faz a busca pelo link credores não acha registros de 2018 e o mesmo acontece em relação às receitas.

De acordo com registros do Demonstrativo de Distribuição de Arrecadação do Banco do Brasil, as transferências constitucionais – fora os repasses para o setor de Saúde, eventuais convênios e emendas parlamentares – subiram consideravelmente este ano em relação ao exercício fiscal de 2017. No primeiro semestre de 2018 a soma foi de R$ 21,8 milhões contra R$ 19,2 milhões em igual período no ano passado, com as transferências chegando a R$ 19,2 milhões no segundo semestre de 2017, mas essas informações o cidadão de Miracema não encontra de forma clara no site oficial do município.

O Demonstrativo de Distribuição de Arrecadação do Banco do Brasil detalha que as transferências constitucionais para Miracema no ano passado foram de R$ 3.312.043,64 em janeiro, R$ 3.633.909,32 em fevereiro, R$ 3.006.240,90 em março, R$ 3.005.314,40 em abril, R$ 3.301.908,82 em maio e R$ 3.009.078,58 em junho. Em julho a soma foi de R$ 3.387.304,29, agosto R$ 2.853.897,26, setembro R$ 2.682.680,63, outubro R$ 2.789.489,25, novembro R$ 2.900.189,05 e R$ 3.667.80611.

Ainda segundo o demonstrativo, este ano as transferências constitucionais somaram R$ 3.831.567,57 em janeiro, R$ 4.199.836,86 em fevereiro, R$ 3.099.072,56 em março, R$ 3.356.566,82 em abril, R$ 3.805.015,79 em maio, R$ 3.525.703,28 em junho, R$ 3.387.304,29 em julho em R$ 3.456.030,79 no mês passado.

 

Matérias relacionadas:

Miracema esconde a verdade sobre os números da coleta de lixo

Coleta de lixo fica mais cara em Miracema

Comentários  

0 #1 Anjo de Barros 25-09-2018 16:37
Isso sem contar que nossa previdência está escondendo tudo. Não há transparência de nada.
Citar

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar