Números são do Demonstrativo de Distribuição de Recursos do Banco do Brasil

 

Os repasses dos royalties feitos pela Agência Nacional do Petróleo (ANP) e as transferências do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) para o município de Duque de Caxias aumentaram de forma significativa nos últimos dois anos em relação ao exercício de 2016, ao contrário do que vem sendo registrado em outras cidades, o que equivale a dizer que a crise já não é tão feia quanto pintada pelo prefeito Washington Reis (foto), que ainda não conseguiu por os salários em dia. A receita de royalties, por exemplo, foi de R$37,1 milhões em 2016, R$52,1 milhões em 2017 e este ano deve chegar a R$80 milhões, considerando que os repasses feitos até o dia 31 de outubro somaram R$64,4 milhões, segundo revelam os registros do Demonstrativo de Distribuição de Recursos do Banco do Brasil.

Em relação ao Fundeb a expectativa é de que as transferências cheguem a R$310 milhões. De janeiro até ontem (23), os repasses do fundo somavam R$264 milhões, R$ 4,6 milhões além do total transferido no passado ou R$ 17,5 milhões a mais que a receita de 2016, quando os recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação ficaram em 246,8 milhões.

Conforme revelado na matéria Dados mostram que transferências constitucionais de recursos para Duque de Caxias são maiores desde o ano passado, as transferências constitucionais para Duque de Caxias, fora os repasses destinados ao setor de saúde, vem aumentando desde janeiro do ano passado e ainda assim o prefeito Washington Reis não está conseguindo equilibrar as contas. Servidores ativos e inativos se queixam de atrasos no pagamento dos salários, enquanto fornecedores e prestadores de serviços se queixam da não quitação das faturas emitidas.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar