Dr. João  diz que os principais desafios são resolver problema de custeio dos hospitais e atraso nos repasses de verbas federais e estaduais para a Baixada

 

O prefeito de São João de Meriti, João Ferreira Neto, Dr. João, foi aclamado por unanimidade para permanecer à frente da presidência do Consórcio Intermunicipal de Saúde da Baixada Fluminense (Cisbaf), na manhã desta sexta-feira (30). A eleição aconteceu na sede da entidade, em Nova Iguaçu. Já a vice-presidência vai ficar a cargo do prefeito de Mesquita, Jorge Miranda. Integrarão o Conselho Fiscal os prefeitos de Queimados, Carlos Villela; de Seropédica, Anabal Barbosa de Souza e de Nova Iguaçu, Rogério Lisboa. A escolha, feita em assembleia extraordinária, é para o biênio 2019-2020. "O principal desafio nos próximos dois anos é resolver o problema da urgência e emergência, principalmente do Hospital da Posse, que está com problemas de custeio. Precisamos ter apoio dos governos do estado e federal para avançar nas pautas da saúde. Vamos cobrar dos novos governantes", afirmou  presidente.

A bronca unânime entre os prefeitos é com o governo do Estado que, nos últimos tempos, não está repassando os recursos das UPAs, do programa Farmácia Básica e outros compromissos, o que acaba sobrecarregando os cofres municipais e comprometendo o atendimento à população.

Também estiveram presentes na reunião o prefeito de Nilópolis, Farid Abrão; os secretários de Saúde de São João de Meriti, Márcia Lucas; de Nova Iguaçu, Manoel Barreto; de Nilópolis, Kiraz Karraz e de Magé, Carine Tavares, além de subsecretários municipais.

Em 2017, o prefeito Rogério Lisboa foi eleito presidente do Cisbaf, mas renunciou. Dr. João, então vice-presidente, assumiu o comando da instituição.

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar