Cidade da Baixada só fica atrás de Guarulhos, município paulista

 

Tais Faccioli

A reabertura da Upa do Jardim Íris, a reforma de vários postos de saúde e a inauguração do mais moderno Centro de Imagem e Diagnóstico da região já refletem em números positivos para São João de Meriti. De acordo com o 14º anuário Multi Cidades – Finanças dos Municípios do Brasil, da Frente Nacional dos Prefeitos (FNP), entre 40 cidades, São João de Meriti foi a segunda que mais ampliou seus investimentos na área da Saúde na região Sudeste, em 2017, atrás apenas de Guarulhos (SP).

O investimento no setor aumentou 16,3%, totalizando R$ 156,1 milhões em 2017. “Esse resultado comprova que a Saúde é prioridade na nossa gestão. Mesmo com o país em crise e com baixa arrecadação, estamos trabalhando incansavelmente para oferecer um atendimento digno à nossa população”, afirma o prefeito meritiense, João Ferreira Neto, o Dr. João

Na consulta, Guarulhos teve, em 2017, a maior variação (18%), com gastos que totalizaram R$ 1,07 bilhão. Volta Redonda, no terceiro posto, aumentou em 12,6% seu volume de investimentos (R$ 259,8 milhões/2017). Os dados de 2018 ainda serão analisados.

Desafios –  Dr. João lembra que recebeu uma cidade com a Saúde totalmente sucateada, praticamente de portas fechadas e com precariedade no atendimento. Nos seus dois primeiros anos de mandato, a meta foi reconstruir o setor para oferecer uma saúde de qualidade. Em 2019, o objetivo principal é reabrir o Hospital Infantil João 23 e o Hospital do Morrinho. “São muitos desafios. Mas estamos dispostos a vencê-los. O hospital do Morrinho, por exemplo, não pertencia à Prefeitura, mas tivemos que interditar devido aos riscos que oferecia às nossas gestantes. A unidade está em obras e sua reinauguração é prioridade para este ano”, acrescenta.

Fonte de dados –  O anuário utiliza como base números da Secretaria do Tesouro Nacional (STN) e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apresentando uma análise do comportamento dos principais itens da receita e despesa municipais.

A publicação levantou, ainda, que o gasto médio com saúde per capita dos municípios, foi de R$ 682,85 em 2017.

 

Comentários  

+1 #1 paula rodrigues 15-01-2019 16:33
Eu conheço o trab do.Dr joao.Realmente esta de parabens.na area da saude.hoje.mesm o precisei de atendimento no upa.do.jd iris e fui bem atendida tanto.pela triagem e tanto.pelo.medi co.parabens dr joao
Citar
0 #2 paula rodrigues 15-01-2019 16:34
Dr joao esta de parabensss na saude
Citar

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar