Enquanto a PM fica longe bandidagem deita e rola...

 

Mais uma professora é vitima da bandidagem em Belford Roxo. Dolores Reina Gomes Fonseca foi sequestrada ontem (19), quando saia da escola onde leciona. Foi levada em seu carro por bandidos que fizeram saques em sua conta bancária. Ela foi libertada depois de horas de terror impostas por criminosos que tomaram conta de um município com 77 quilômetros quadrados de extensão territorial e cerca de 500 mil habitantes, transformado numa imensa área de risco. A coisa está tão feia e a Policia Militar tão sem força por lá que nem a vizinhança do 39º BPM se sente segura. Os moradores da Rua Tupacereta, no bairro São Bernardo que o digam: fecharam o acesso para remediar às ações dos bandidos.

Barricadas e trincheiras – Bairros como Roseiral, São José, Santa Tereza, Vale do Ipê, Shangri-lá e Bom Pastor são chamados hoje de "condados do crime".

Nestas localidades só entra quem os bandidos quiserem. Para isso foram feitas barreiras e até trincheiras no asfalto, valas abertas nas ruas com profundidade de até um metro, segundo revelou ao elizeupires.com na manhã desta quarta-feira um morador do bairro Bom Pastor onde, informa ele, os bandidos controlam até o funcionamento da UPA 24h, cujos médicos desistiram de trabalhar lá faz tempo...

O controle dos bandidos afeta o abastecimento dos estabelecimentos comerciais e as entregas dos Correios, mas isso parece não ser suficiente para provocar ações efetivas da Polícia Militar local. As operações, quando acontecem, são feitas por policiais do Batalhão de Choque, pois, apontado na cidade como "o pior comandante que o 39º Batalhão da Polícia Militar (Belford Roxo) já teve", o tenente coronel Wagner Guerci Nunes ainda não resolveu dar a resposta que a população espera.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar