Embora tenha desde 2014 uma empresa contratada para fazer a "operacionalização e manutenção preventiva e corretiva com troca de peças" de sua frota de máquinas e caminhões, a Prefeitura de Queimados está deixando alguns equipamentos se deteriorem. O contrato em vigor foi firmado no dia 30 de agosto de 2018 com uma empresa sediada em Nova Iguaçu. Tem validade de um ano e o valor global é de R$ 3.768.315,04. Este é o segundo termo de prestação de serviços com a mesma firma. O anterior, datado de 13 de junho de 2014, era de R$ 3.804.672,96, foi homologado pelo ex-prefeito Max Lemos e desde então vinha sendo renovado através de termos aditivos. No ano passado foi feita uma nova licitação, da qual a mesma foi declarada vencedora.

Esta semana o vereador Elerson Leandro Alves (PPS) – que vem fiscalizando as ações da administração municipal e apresentado denúncias de possíveis irregularidades na Tribuna da Câmara Municipal – este no local onde os equipamentos estão guardados e fez várias imagens, as quais mostram caminhões e máquinas se deteriorando, no que pode ser chamado estado de canibalização.

Embora os cuidados com os equipamentos pesados venham sendo contratados regularmente, não dá para saber que tipo de serviço foi efetivamente prestado pela e quanto o município já gastou com isto até agora, pois os valores pagos não estão disponíveis no Portal da Transparência como determina a lei que garante o controle social dos gastos públicos.

O espaço está aberto para qualquer manifestação. Com a palavra a Prefeitura Municipal de Queimados.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar