Sala adaptada funciona na Escola Municipal Mário Pinheiro, no bairro Santa Dalila

 

O Dia Nacional do Sistema Braille foi comemorado ontem em (8) com a inauguração da sala de iniciação em braille, que vai atender 25 alunos deficientes visuais que frequentam a rede municipal de ensino de Magé. O local conta com material didático adaptado para ajudar na alfabetização e na autonomia dos alunos cegos ou com baixa visão. "A proposta da sala é iniciar o braille para os alunos cegos ou com baixa visão. Nossa sala tem material todo adaptado feito exclusivamente para a necessidade de cada aluno da rede, de forma que ele consiga aprender o braille melhor e mais rápido. A sala também vai contar com computador e impressora em braille. Nosso ensino será lúdico, mas com seriedade.  A ideia é atrair atenção das crianças e mostrar a importância do sistema de escrita tátil que eles vão usar", explicou Irene Carracena, professora da sala.

Por muitos anos Eloísa do Nascimento, mãe do aluno João Henrique, que estuda da E.M. Gandur Assed, procurou o ensino de braille para o filho que é cego e ontem ela comemorou a abertura da sala. "Estou muito ansiosa para ver tudo isso funcionando rápido, porque esperei muito tempo por isso. Busquei ajuda para o meu filho em outros municípios, mas agora estou maravilhada com esse trabalho em Magé. Quero agradecer a Secretaria de Educação, toda equipe da Educação Especial e a professora Ireninha que recebeu meu filho muito bem. Espero que outras crianças tenham oportunidade, como o meu filho e que os pais possam matricular as crianças que precisam do Braille. Estou super feliz”, agradeceu Eloísa.

Na cerimônia a Secretaria Municipal de Educação e Cultura apresentou a proposta pedagógica aos responsáveis e o diferencial do Braille na vida dos deficientes visuais. "Não adianta a gente falar de inclusão, se ela não acontecer de verdade. Os alunos com deficiência visual estudam no ensino regular no horário normal e no contraturno eles farão esse trabalho de leitura em Braille. Esse é mais um passo na inclusão desses alunos. Nosso pedido é que os responsáveis matriculem as crianças e venham conhecer esse projeto super especial", finalizou a secretária de Educação e Cultura, Álison Brandão.

(Com a Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Magé - Fotos de Gerson Peres)

Comentários  

0 #1 paulo antônio da sil 09-04-2019 18:06
Parabéns à brilhante iniciativa!
Citar

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar