Em encontro na manhã desta terça-feira (2), na sede do Consórcio Intermunicipal de Saúde da Baixada Fluminense (Cisbaf), prefeitos da região se reunião com o secretário estadual de Saúde Edmar Santos em busca de ajuda para seus municípios. O prefeito de São João de Meriti e presidente da instituição, João Ferreira Neto, o Dr. João, apresentou dados sobre os procedimentos na rede de seu município e afirmou que só numa unidade, o PAM de Éden, cerca de 20% das pessoas atendidas são moradoras de Belford Roxo, 18 a cada 100 atendimentos.

Com cerca de 3,5 milhões de habitantes, a Baixada Fluminense tem no Hospital Geral de Nova Iguaçu, o Hospital da Posse, referência nos atendimentos de emergência e ambulatorial, com mais de 40% do universo de pacientes vindos de outras regiões. Este ano o governo estadual aumentou de R$ 1,5 milhão para R$ 5 milhões o repasse mensal, mas o HGNI ainda aguarda o cumprimento de uma promessa do Ministério de Saúde de ampliar os recursos.

O acordo firmado em torno do Hospital da Posse que custa cerca de R$ 20 milhões mensais é de que o Ministério da Saúde fique responsável por 65% do custeio, o governo estadual 25% e a Prefeitura 10%. Entretanto, apenas o governo do estado está fazendo a sua parte, ficando a administração municipal respondendo por 75% das despesas.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar