Arrasto nos fundos da Baía de Guanabara seria a causa

 

Milhares de peixes mortos aparaceram na orla de Olaria, em Magé, e isso não se deu por causa de um fenômeno natural. Para os pescadores da região, o motivo foi um arrasto na Baía de Guanabara e o consequente descarte de peixes pequenos e de menor valor. Agentes da Secretaria Municipal de Meio Ambiente entraram em ação e, além da limpeza do local, acionaram o órgão responsável pela fiscalização nesses casos, o Instituto Estadual do Ambiente (Inea).

Apontado como responsável pelas licitações da Secretaria de Assistência Social do pequenino município de Aperibé, o subsecretário Cristiano Gonçalves Maria usou as redes sociais para se defender. A imputação a ele de responsabilidade sobre o pregão no qual a titular da pasta – a primeira dama Zeli Silva optou por gastar mais comprando salgadinhos e bolos do que com a aquisição de cestas básicas –, foi feita por um repórter local, depois de o elizeupires.com ter veiculado a matéria Prioridade invertida em Aperibé: Prefeitura decide gastar mais com salgadinhos para eventos do que com cestas básicas para os carentes. Por conta da revelação infundada, Cristiano foi alvo da revolta de moradores, que chegaram a jogar salgadinhos em seu carro. Ele afirmou que não vai assumir a responsabilidade pelo que não para proteger quem quer que seja.

Prefeitura e empresários vão se unir por Vilar dos Teles

 

Houve um tempo em que o bairro Vilar dos Teles era chamado de "Capital do Jeans", um pólo econômico de peso na Baixada Fluminense. A revitalização dessa região comercial do município de São João de Meriti foi definida hoje (29), numa reunião entre o prefeito João Ferreira Neto, o Dr. João e empresários da localidade, quando foi acertada uma parceria público-privada para garantir a realização das obras necessárias. A Prefeitura vai entrar com R$ 1 milhão e as empresas vão doar o material.

Na pequenina Aperibé, cidade interior do estado do Rio de Janeiro, o poder público decidiu gastar mais com a compra de salgadinhos para eventos da Secretaria de Assistência Social do que com o programa de distribuição de cestas básicas da Pasta. Pelo menos é o que revelam pregões homologados pelo governo municipal, que chamaram a atenção dos observadores mais atentos para o que eles classificam como desperdício do dinheiro do povo em gasto supérfluo...

Falta de manutenção teria colaborado com o vento nos estragos

 

Cerca de 100 árvores caíram na noite de domingo em diversos pontos de Nova Iguaçu. Houve casos de interrupção no fornecimento de energia elétrica por até cinco horas. Os dois shoppings da cidade e restaurantes encerraram suas atividades mais cedo, e foram registradas quedas de poste, pelo menos um deles provocado por uma árvore que estava sem poda há mais de dois anos. Fachadas de lojas comerciais e coberturas de terraços também foram danificadas, mas não houve registro de feridos. Equipes da Prefeitura estão nas ruas para proceder com a limpeza, e moradores cobram a normalização do serviço de poda dos galhos que ameaçam a rede elétrica.