Controle de vereadores sobre postos médicos gera insatisfação

"O posto de saúde do bairro tal 'pertence' ao vereador fulano". Isto é o que mais se tem ouvido no município de Magé nos últimos dias, principalmente depois de uma série de demissões de funcionários contratados temporariamente, sob alegação de queda na receita. O problema é que o prefeito que vem contando centavos para pagar as contas e fazendo das tripas coração para manter os serviços básicos funcionando é o mesmo que tem permitido o loteamento de unidades de saúde para vereadores que, segundo alguns servidores, é quem estariam mandando, indicando diretores e funcionários, o que acaba gerando instabilidade, pois na hora de cortar os gastos quem não tem padrinho acaba morrendo pagão.

Os interessados serão atendidos entre os dias 19 e 29 deste mês

Mesquita, o município mais jovem da Baixada Fluminense está completando 18 anos de autonomia político administrativa este mês e entre as muitas atividades programadas para marcar as comemorações, uma vai beneficiar  diretamente os moradores que estiverem com débitos acumulados junto a instituições financeiras. É o “Saia do Vermelho”, uma campanha de negociação de dívidas, através de um mutirão que vai do dia 19 a 29 de setembro, uma iniciativa da Secretaria Municipal de Governo em parceria com a Federação Brasileira de Bancos (Febraban). Quem quiser participar deve comparecer na sede do Procon (Estrada Feliciano Sodré, nº 2177, no Centro), no período da campanha, de segunda a sexta, das 9h às 17h, portando original e cópia da identidade, CPF e comprovante de residência.

Folha de pagamento já começou a ser enviada hoje ao banco

A assessoria de imprensa da Prefeitura de Belford Roxo informou agora a pouco ao elizeupires.com que a administração municipal começa a pagar o salário de agosto nesta sexta-feira, dia 15. Já na parte da manhã, revelou, algumas secretarias já deverão ter sido pagas, pois a folha de pagamento começou a ser enviada ao banco o início da tarde de hoje (14), podendo o pagamento ser concluído até o final do dia. Os servidores efetivos vem reclamando de atraso no salário que, entendem, deveria ter sido quitado em 8 de setembro, quinto dia útil do mês seguinte ao trabalhado. Os funcionários cobram a divulgação de um calendário para poderem melhor se organizar. De acordo com o governo, devido à oscilação na receita, não tem sido possível estabelecer uma data certa até agora, mas a situação começará ser normalizada a partir desde mês.

Ideia de colocá-los para trabalhar nos dias de folga é desmentida

Em contato na manhã desta quinta-feira (14) alguns vereadores de Nova Iguaçu negaram a existência de um projeto de lei que visaria permitir a contratação de agentes do Corpo de Bombeiros para atuarem, nos dias de folga, como fiscais de postura. Segundo eles, ninguém na Casa tem conhecimento disto e que se tal projeto existir e for apresentado não será aprovado, pois a fiscalização tem de ser feita por servidores efetivos da Prefeitura, conforme determina a lei. O assunto foi objeto de matéria veiculada ontem, na qual foi informada ainda exoneração de um dos assessores do Legislativo, Robson Ribeiro Alves, o Baby, dono de uma empresa que intermediava concessões de alvará e outros documentos, a Baby Legalizações, que estaria foragido desde a operação que resultou em prisão para 35 membros da corporação, por conta de um esquema de cobrança de propina para liberação de alvarás para comércios e pontos de diversão e lazer. “A ideia é tão absurda que não creio que alguém tenha coragem de propô-la”, disse um deles. Já o presidente da Câmara, Rogério Teixeira Junior, o Juninho do Pneu, ainda não se pronunciou sobre a demissão de Baby, que tinha a função de assessor de Recursos Humanos.

Prefeitura licita, contrata locação de máquinas, mas não disponibiliza as informações

Quantos equipamentos estão a serviço do município, em que são utilizados e quanto custa aos cofres públicos a hora trabalhada? O questionamento seria desnecessário se a Prefeitura de Belford Roxo respeitasse a Lei Complementar 131/9, também conhecida como Lei da Transparência, disponibilizando no site oficial as despesas, nomes de fornecedores, os trâmites licitatórios e os contratos firmados. Como transparência parece ser uma palavra desconhecida pelo governo, esclarecimentos sobre contratos como o firmado com a empresa Master Rio Construções – que completou um ano em julho e no mesmo mês venceu o Pregão Nº 027/2017, realizado para locação de máquinas e equipamentos pelo total de R$ 5.326.765,80 – deverão ser cobrados através do Ministério Público, já que o cidadão não vem conseguindo fazer o controle social.