O município de Japeri tem produção de hortigranjeiros suficiente para abastecer a rede municipal de ensino, mas é na CW Carvalho, uma empresa sempre de portas fechadas que a Prefeitura faz as compras que poderiam aquecer a agricultura familiar e, ao mesmo tempo. garantir uma alimentação mais saudável para os alunos da rede municipal de ensino. A mesma situação é verificada em Mesquita e as prefeituras das duas cidades receberam esta semana recomendação do Ministério Público Federal para que passem a adquirir dos pequenos produtores os alimentos para a merenda escolar.

Números são do Demonstrativo de Distribuição de Recursos do Banco do Brasil

 

Os repasses dos royalties feitos pela Agência Nacional do Petróleo (ANP) e as transferências do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) para o município de Duque de Caxias aumentaram de forma significativa nos últimos dois anos em relação ao exercício de 2016, ao contrário do que vem sendo registrado em outras cidades, o que equivale a dizer que a crise já não é tão feia quanto pintada pelo prefeito Washington Reis (foto), que ainda não conseguiu por os salários em dia. A receita de royalties, por exemplo, foi de R$37,1 milhões em 2016, R$52,1 milhões em 2017 e este ano deve chegar a R$80 milhões, considerando que os repasses feitos até o dia 31 de outubro somaram R$64,4 milhões, segundo revelam os registros do Demonstrativo de Distribuição de Recursos do Banco do Brasil.

Além da Rio Zin Ambiental – que vem se beneficiando com seguidos contratos emergenciais – mais uma empresa fatura em Itatiaia atuando na limpeza pública, sem que fique claro quantos equipamentos e trabalhadores estão sendo empregados nos serviços. A Rio Zin faz a coleta de lixo e a Real Itatiaia Construtora fica encarregada dos serviços de varrição e capina dos logradouros. Juntas elas receberam R$12,5 milhões na atual gestão, mas os contratos de ambas não estão disponibilizados no Portal da Transparência, o que impossibilita o contribuinte interessado de fazer o controle social lhe garantido por lei. Ao todo a Rio Zin recebeu em 2017 R$5,015 milhões e cerca de R$5,6 milhões este ano, enquanto a Real Construtora faturou R$909.484,41 em 2017 e R$989.355,15 este ano.

Manifestação acontece em frente a sede da Prefeitura

 

Queixando-se de salários atrasados, servidores ativos e inativos da Prefeitura de Belforde Roxo estão protestando neste momento em frente a sede do governo. Aposentados reclamam dois meses de proventos em atraso e o pessoal da ativa de parte dos vencimentos de outubro. Os funcionários da limpeza podem parar nos próximos dias. O prefeito Wagner dos Santos Carneiro, o Waguinho, ainda não se pronunciou sobre assunto e, até este momento, 11h28, nenhum membro do governo desceu para falar com os manifestantes. No último dia 10 Waguinho exonerou cerca de cinco mil ocupantes de cargos comissionados, mantendo apenas os secretários e o pessoal lotado em seu gabinete. De acordo com um assessor do prefeito, existem sim casos de atraso, "mas de apenas alguns dias", não tendo completado um mês ainda.

Promoção vai até o dia 30 de dezembro

 

Os contribuintes em situação de inadimplência com o município de Belford Roxo poderão quitar os débitos acumulados até o mês de junho deste ano  – inscritos na Divida Ativa – em cota única ou em parcelas mensais com descontos de juros e multas, através do Programa de Recuperação Fiscal do Ano de 2018, implantado para regularização de dívidas  relativas ao Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), Imposto Sobre Serviços (ISS) e taxas de natureza tributária. O Refis/2018 começa a valer amanhã (21), encerrando-se no dia 30 de dezembro.  Dois postos de atendimento irão funcionar de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, com um setor exclusivo para a quitação um no Ciep Constantino Reis, em São Bernardo, e o outro a lado da Prefeitura, no Centro.