Com participação de Carlos Mossi, o filme mostra o declínio  das antigas salas de cinema da Baixada (Foto:Divulgação)

"Tempo de Projeção” conta com a participação do “Rei da Pornochanchada"

Acontece nesta segunda-feira, segundo o dia II Festival interuniversitário de Cultura idealizado pelo Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro, a primeira exibição do documentário "Tempo de Projeção", filme dirigido pelo professor e pesquisador Tiago Monteiro. A estréia será às 13h e contará, ainda, com um bate-papo com o realizador do filme e com o produtor Leandro Luz. Trata-se de uma produção do Núcleo de Criação Audiovisual - IFRJ Campus Nilópolis, e foi realizado com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro.  O filme foi gravado inteiramente na Baixada Fluminense, nas salas de cinema do Cine Center (Nova Iguaçu) e Santa Rosa (Duque de Caxias).

"Tempo de Projeção" conta com a participação especial do ator Carlo Mossy, conhecido como o 'Rei da Pornochanchada', do idealizador e diretor-executivo do cinema Ponto Cine, Adailton Medeiros; da professora e pesquisadora dos cinemas de rua, Talitha Ferraz; do jornalista e professor Rodrigo Cerqueira; da pesquisadora Paola Barreto, do economista Carlos Abrunhosa, do ex-funcionário do Cine Jóia, Pedro Soares; da jornalista Paula Dias e do estudante Rafael Velloso. Além dos atores Gueko Hiler e Ana Moura, que inclusive já participaram de outras produções do diretor Tiago Monteiro.

"As antigas salas de rua, cujo declínio se intensificou nos últimos 25 anos, hoje são encaradas como espaços mortos, e muitas se transformaram em igrejas, farmácias ou simplesmente estão abandonadas. O filme trata justamente do resgate das memórias que podem conferir alguma sobrevida a essas construções em ruínas, mas ainda repletas de história e afeto. Os vestígios desses tempos de glória são a matéria-prima do documentário, cujo mote principal é a importância dos cinemas de rua para os moradores da Baixada Fluminense e da Zona Norte carioca”, explica o diretor.

 

Arquivo relacionado:

Festival de Cultura será aberto amanhã em Nilópolis

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar