Encontro cultural vai unir rap, funk, hip hop e exposição de arte

Vai acontecer nesta quarta-feira, a partir das 19h, o 2º Encontro Cultural de Belford Roxo, na Casa de Cultura da cidade (Avenida Bob Kennedy, S/N, bairro Nova Piam). Promovido por um grupo de jovens locais, o evento vai contar com apresentações de rap, funk, hip hop. Além da música haverá exposições de arte e demonstrações de lutas marciais. A proposta é fortalecer a cultura na Baixada Fluminense. "Somos um grupo socialista. Sabemos que a cultura é fundamental para a transformação social dos jovens. Sabemos que através da arte é possível não somente diminuir a violência nas favelas, mas também em outras áreas de vulnerabilidade social. Precisamos ajudar a suprir carências no que tange aos direitos de todo cidadão, em principal a juventude de nossa Baixada", diz Jonatan Dias, um dos organizadores do evento, que conta com o apoio da Secretaria Municipal de Cultura.

 

Evento será aberto hoje e vai até o dia 12 de outubro

Realizada simultaneamente em vários países pela instituição Missionárias da Caridade, será aberta na próxima terça-feira, em Paracambi, a exposição oficial sobre a Vida, Obra e Espiritualidade de Madre Teresa de Calcutá, pela causa da canonização. A mostra, que já foi vista por cerca de sete mil pessoas em Nova Iguaçu, Nilópolis e Queimados, estará no espaço cultural, na antiga fábrica de tecidos Brasil Industrial. A exposição apresenta fotos, textos, objetos, cenografia e mensagens sobre a espiritualidade de Madre Teresa, com os painéis organizados de forma cronológica, apresentando textos em português e espanhol, além de uma réplica cenográfica do quarto onde ela vivia. Também há relíquias, cópias de documentos, cartas e prêmios por ela recebidos, inclusive o Nobel da Paz, versão de 1979 e um oratório. A abertura oficial será às 14 desta terça-feira e ficará aberta até o dia 11 de outubro, das 9h as 19h. O espaço fica na Rua Sebastião Lacerda.

Festival terá música, gastronomia e moda como atrações

Começa na próxima terça-feira o Valença Inverno Fest, um evento cultural promovido pelas empresas CataVento e Interagir Produções, que prometem esquentar as noites nessa cidade do Sul Fluminense, reunindo música, gastronomia e moda, com encerramento previsto para domingo (9).  A programação será dividida em duas etapas, um circuito gastronômico e o festival cultural.  A primeira começa dia 4 e é destinada ao 1º Circuito Gastronômico Inverno Fest, que envolve os principais restaurantes da cidade. Cada estabelecimento produzirá um prato especial utilizando o tema “Queijo, Cachaça e Linguiça”.  A segunda, a etapa do Valença Inverno Fest será aberta dia 7 de Julho, no Jardim de Cima, com vários stands oferecendo uma grande diversidade gastronômica, desfile de moda e várias atrações musicais.

Evento reúne talentos locais em várias modalidades artísticas

Começa sexta-feira (23) a 32ª edição da Feira Cultural de Paracambi, um evento tradicional idealizado em 1985, com a finalidade de valorizar os artistas locais. Para este ano estão programados shows, teatro, balé, feira de artes e gastronomia, o que vai acontecer até domingo no Espaço Lanari, na RJ 127. A feira envolve as secretarias de Cultura e Educação, as companhias municipais de  Ballet e Teatro, a Escola de Música Nogueira do Trombone (núcleo avançado da Escola Villa Lobos)  e as associações de artesanato do município. O palco principal que será aberto na sexta-feira por artistas da cidade e o evento será encerado com a apresentação do cantor Buchecha.

Restauração da Fazenda do Brejo vai ser discutida em audiência pública

Propriedade de marquês, conde e comendador, a Fazenda do Brejo – localizada em parte das terras onde está a Universidade Abeu – é o berço da história de Belford Roxo, que começou a se desenvolver graças ao engenho de açúcar que nela funcionava. Hoje, o que resta da propriedade é um acervo arquitetônico que há anos está para ser restaurado, mas a ideia nunca chegou a ser colocada no papel. Agora, 202 anos depois da construção da sede da fazenda, a Prefeitura quer debater com a sociedade um projeto de revitalização que visa transformar o que dela resta em um centro cultural, um espaço para exposições permanentes, onde o passado e o presente possam se encontrar, “um aglomerado de bem estar, saúde, meio ambiente, lazer, cultura, história e turismo”, como define Flávio Gonçalves, secretário de Meio Ambiente.