Educação midiática forma cidadão consciente, dizem especialistas
Guedes defende privatizações e diz que a velha política morreu
Tribunal enquadra Prefeitura de Japeri por contratar empresa sem frota
Remédios sem controle em Magé, diz relatório do TCU
Brumadinho, uma cidade inteira de luto

Evento em Queimados contou com sete prefeitos e mais de 100 vereadores 

 

O ex-prefeito de Queimados Max Lemos (MDB) lançou oficialmente a sua candidatura a deputado estadual com uma grande festa na noite de ontem (17). Com direito a fogos de artifício, bandeiras e faixas, o evento aconteceu no Queimados Futebol Clube e reuniu - segundo os organizadores - mais de cinco mil pessoas, entre eleitores e políticos de todo o estado do Rio. Entre as autoridades presentes estiveram o candidato a governador Eduardo Paes (DEM), o candidato ao Senado Cesar Maia (DEM), candidatos a deputado federal de vários partidos, entre eles o ex-ministro do Esporte, Leonardo Picciani (MDB); os prefeitos de Queimados, Carlos Vilela; de Petrópolis, Bernardo Rossi; de Quatis, Bruno Sousa; de Resende, Diogo Balieiro; de Paraíba do Sul, Alessandro Cronge Bouzada, de Macaé, Aluísio dos Santos Junior e Eduardo Guedes, de Itatiaia.

Max, que nasceu, cresceu e fez história na política de Queimados, abordou em seu discurso a importância de um trabalho político de parcerias, o que chama de "amplo pacto pelo Rio", e também sobre a necessidade de planejamento nos programas do Estado. Além disso, discursou sobre o novo desafio que irá enfrentar na Assembleia Legislativa. "Estamos dando início hoje a um grande projeto para recuperar o Estado e esse é um momento muito especial. É dando suor e sangue todos os dias que as portas se abrem. A minha vida pública todo mundo já conhece: fui vereador, duas vezes prefeito e agora preciso ser deputado estadual para colaborar com a história do Rio de Janeiro. De uma coisa temos consciência, o Rio precisa se reorganizado, replanejado e reinventado", concluiu o candidato.

Já Eduardo Paes, que está concorrendo ao governo do estado, falou do comprometimento de Max com Queimados e também do compromisso com a Baixada Fluminense. "Nós queremos transformar toda essa região. O que aconteceu aqui em Queimados sob o comando do Max, que foi esse grande avanço da economia e geração de emprego, tem que ser em todo o Rio. Hoje formamos um grande time aqui em prol desse mesmo objetivo", afirmou Eduardo.

Leonardo Picciani, lado a lado com Max e em busca do quinto mandato como deputado federal, frisou a competência política de Max para assumir o cargo. "Esse cara foi o melhor prefeito da história de Queimados e um exemplo de gestor público, ele trabalhou dia e noite por essa cidade. É alguém assim que nós queremos para o poder legislativo", disse o deputado.

A trajetória de Max Rodrigues Lemos confunde-se com a história de Queimados, na Baixada Fluminense. São mais de 30 anos na política e em ação no município – onde nasceu, cresceu, fez família e iniciou a vida pública. Garoto pobre da periferia de Nova Iguaçu - à época Queimados ainda era um bairro do município -, Max inquietava-se com as desigualdades e não se conformava com o abandono a que estavam relegados os moradores da região.

E foi assim que tornou a atividade política sua razão de vida. Foi vereador, presidente da Câmara e prefeito de Queimados por duas vezes. Na primeira, em 2008, obteve 44,46% dos votos. Na outra, foi reeleito com marca histórica: 93% dos votos válidos. Os números são fartos e atestam a mudança de patamar socioeconômico do município: 34 novas indústrias, 3 mil novos empregos e investimentos privados de 1,1 bilhão, além de 600 milhões em obras dos governos do Estado e União. 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar