MPF quer impedir avanço de areais na Baixada Fluminense
Resende quer conhecer a verdadeira face do governo municipal
Educação de Magé abre espaço para iniciação em braille
Grupo Locanty deve continuar faturando em Mangaratiba
TCE manda Prefeitura de Mendes baixar tarifa de ônibus

Decisão se deu pelo mesmo motivo de 2014, mas naquele ano o ex-prefeito de Duque de Caxias concorreu, foi eleito e cumpre o mandato sem problemas

 

Por quatro votos a três o colegiado do Tribunal Regional Eleitoral acatou pedido da Ministério Pùblico Eleitoral e indeferiu ontem (10), o registro de candidatura do ex-prefeito de Duque de Caxias, José Camilo dos Santos, o Zito (PP) a deputado estadual. Ele foi considerado inelegível porque teve as contas de 2012 reprovadas pelo o Tribunal de Contas do Estado e pela Câmara de Vereadores. A reprovação das contas já levou mesma corte a impugná-lo nas eleições de 2014, mas ele disputou o pleito, ganhou nas urnas e está sentado sem problemas em sua cadeira na Assembleia Legislativa. Zito teve as contas rejeitadas por causa de um déficit de R$ 41 milhões e insuficiência de caixa de R$ 43,8 milhões.

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar