Medicamento vencido pode complicar a prefeita de Araruama
Comércio ilegal de cigarros supera mercado regular no Brasil
''Máfia'' do reboque perde a vez em Meriti
Grupo Locanty se perpetua também em Valença
Alívio no trânsito em Nova Iguaçu

Decisão se deu pelo mesmo motivo de 2014, mas naquele ano o ex-prefeito de Duque de Caxias concorreu, foi eleito e cumpre o mandato sem problemas

 

Por quatro votos a três o colegiado do Tribunal Regional Eleitoral acatou pedido da Ministério Pùblico Eleitoral e indeferiu ontem (10), o registro de candidatura do ex-prefeito de Duque de Caxias, José Camilo dos Santos, o Zito (PP) a deputado estadual. Ele foi considerado inelegível porque teve as contas de 2012 reprovadas pelo o Tribunal de Contas do Estado e pela Câmara de Vereadores. A reprovação das contas já levou mesma corte a impugná-lo nas eleições de 2014, mas ele disputou o pleito, ganhou nas urnas e está sentado sem problemas em sua cadeira na Assembleia Legislativa. Zito teve as contas rejeitadas por causa de um déficit de R$ 41 milhões e insuficiência de caixa de R$ 43,8 milhões.

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar