Gratuidade no transporte teria gerado propina alta em Niterói
Rio das Flores: pequeno em tamanho, grande na falta de transparência
UFC desenvolve ketchup à base de acerola, beterraba e abóbora
Crise financeira em Casimiro de Abreu não é tão feia como se pinta

Os três tem base em São João de Meriti

 

O ex-prefeito de São João de Meriti, Sandro Matos, deve estar de cabeça inchada neste momento. Há 15 dias alardeou que toda a nominata do PHS seria revista "por nós" (referindo-se si a seu irmão Gil Matos, que, segundo ele, assumiria o comando do partido no estado) e acabou sendo o grande derrotado nas eleições proporcionais deste domingo: ele teve menos de 15 mil votos para deputado federal pelo PSD e ainda assim sua votação não foi computada, enquanto o PHS fez três deputados. O vice-prefeito Gelson Azevedo vai representar o município e a Baixada em Brasília, enquanto Marcos Mulher e Valdecy da Saúde exercerão mandatos de deputado estadual.

Ao lado do prefeito João Ferreira Neto, o Dr. João, Gelson Azevedo se pronunciou agora a pouco sobre a vitória nas urnas. "Estou muito feliz. É uma grande vitória. Agora é uma nova trajetória. Estarei ao lado do Dr. João como deputado federal trazendo tudo que for necessário para São João de Meriti e vou cuidar do meu estado do Rio de Janeiro também", disse.

Além de lutar pela reabertura do Hospital Infantil e pela duplicação dos viadutos que cortam São João, Azevedo promete projetos para a família e para reativar a economia. "Em Brasília, vou lutar pelos valores da família brasileira, vou cuidar do microempreendedor e propor leis para baixar os impostos", planeja. 

A vitória fortalece o Dr. João no município, já que Sandro Matos teve a candidatura a deputado federal impugnada e seu irmão, Marcelo Matos, não conseguiu se eleger deputado estadual. "O povo de São João de Meriti sofreu durante oito anos. E agora estamos colocando o município nos trilhos", desabafa o futuro parlamentar.

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar