Ação neste sentido foi ajuizada pela Defensoria Pública da União

 

A Defensoria Pública da União (DPU) ajuizou ação civil pública (ACP) em que pede à União a manutenção das atuais regras do programa Mais Médicos e a abertura deste a profissionais estrangeiros de qualquer nacionalidade. O objetivo, segundo a própria defensoria, é garantir a continuidade dos serviços prestados à população. "O pedido de tutela de urgência em caráter antecedente à ACP visa evitar que a população atendida seja prejudicada com a saída abrupta de milhares de médicos sem que a União previamente promova medidas efetivas de modo a repor imediatamente o quantitativo de médicos que estão em vias de deixar o programa", informou o órgão, por meio de nota.

Vereadores encontraram remédios fora do prazo de validade e acionaram o MP

 

A "lua de mel" entre a prefeita de Araruama, Lívia Belo, a Lívia de Chiquinho (PDT) e a Câmara de Vereadores pode estar entrando em nova fase, a de "fel". Desde o ano passado contando com o apoio da maioria na Casa, que vinha ignorando denúncias de supostas irregularidades, a prefeita tem sua cola agora alguns parlamentares, que resolveram cumprir o dever de fiscalizar o governo. Na última quarta-feira (14), cinco deles estiveram na Secretaria de Saúde, onde, afirmam, encontraram medicamentos fora do prazo. Isto aconteceu oito meses após a veiculação da matéria Araruama pode ter comprado remédio com validade perto do fim, postada pelo elizeupires.com no dia 28 de fevereiro de 2018, o que o Poder Legislativo prometeu apurar mas não havia tornado público, até agora, nenhuma uma ação neste sentido.

Segundo Ibope, 54% dos cigarros consumidos em 2018 têm origem ilícita

 

O número de cigarros comercializados irregularmente superou neste ano a quantidade de produtos vendidos legalmente. A constatação vem de pesquisa do Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (Ibope). Encomendado pelo Instituto Brasileiro de Ética Concorrencial (ETCO), o estudo aponta que, em 2018, foram consumidos 106,2 bilhões de cigarros, dos quais 57,5 bilhões de unidades (54%) fora do mercado legal. A proporção de produtos comercializados de forma irregular cresceu, de acordo com a pesquisa, seis pontos percentuais em comparação com 2017. O levantamento foi realizado em 208 municípios, ouvindo 8,2 mil consumidores entre 18 e 64 anos.

Mês de setembro foi pago está semana, mas a apenas parte dos servidores ativos e aposentados. Categoria deverá ficar mais um ano sem o décimo terceiro

 

Com o salário de outubro indo para o quinto dia de atraso a Prefeitura de Duque de Caxias depositou na terça-feira (13) os vencimentos do mês de setembro para parte dos servidores ativos e aposentados. Os demais ainda não têm dia certo para receber e o pagamento está condicionado a entrada de receita. Isto vem ocorrendo no município mais rico da Baixada Fluminense desde que o prefeito Washington Reis (foto) assumiu o governo, em janeiro do ano passado. A culpa, segundo ele, é da crise. Só que a situação está ruim também em todas as prefeituras da região, mas nas outras os salários do pessoal em exercício estão sendo pagos regularmente...

Em 2015, na gestão do prefeito Dennis Dauttmam (foto), a Escola de Samba Inocentes de Belford Roxo recebeu uma subvenção de R$ 500 mil da Prefeitura, mesmo não existindo uma lei autorizando o repasse. A transferência do dinheiro é objeto de uma ação civil pública de improbidade admistrativa ajuizada pela 3ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva (Núcleo Duque de Caxias) e o juízo da 2ª Vara Cível da Comarca de Belford Roxo determinou a quebra o sigilo bancário da agremiação carnavalesca, "para apurar a destinação ilegal de verbas da Prefeitura".