Autor de passagem alternativa sob ponte no Rio Paraíba do Sul, homem ateia fogo em seu próprio corpo e tenta se jogar no rio; população está revoltada

 

A fama de pavio curto do prefeito de Resende, Diogo Balieiro Diniz, ao que tudo indica, serviu de combustível para que um vendedor de balas ateasse fogo contra seu próprio corpo e tentasse se jogar da Ponte Tácito Viana, que liga o centro da cidade ao bairro Campos Elíseos, sobre o Rio Paraíba do Sul. O incidente, que parou o trânsito no centro da cidade na tarde de sexta-feira (18), começou quando a Prefeitura aterrou a passagem construída pelo homem, de aproximadamente 50 anos. O "ambulante-engenheiro" tentou o suicídio depois de atear fogo em seu carrinho de trabalho e em seu próprio corpo, além de tentar se jogar da ponte, até ser contido por policiais e ser levado para o Hospital Municipal Henrique Sérgio Gregori.

É o que mostra relatório do Tribunal de Contas  sobre contrato da merenda escolar

 

Ao que tudo indica Prefeitura de Japeri teria derrapado feio nas curvas dos dois contratos emergenciais para merenda escolar firmados em fevereiro de 2017, no valor total de R$ 2,8 milhões. Quem mostra isso é o Tribunal de Contas do Estado, que já havia apontado superfaturamento em 30 dos itens fornecidos pela empresa DN Grill Alimentos. Em outra análise, essa no contrato da CW Carvalho, a corte de contas detectou sobrepreço em percentuais ainda maiores, variando entre 12% e 373,28%, conforme revelam os dados do Processo TCE-RJ 208.949-9/17. A CW, conforme o elizeupires.com já havia revelado, foi aberta no dia 12 de janeiro de 2017, onze dias depois da posse do prefeito Carlos Moraes Costa.

Decisão foi tomada em recurso impetrado pela defesa de Flávio Bolsonaro

 

O ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal, mandou o Ministério Público do Rio de Janeiro suspender procedimento investigatório criminal aberto para apurar  movimentações financeiras atípicas do ex-assessor do senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL),  Fabrício Queiroz, e de outros assessores parlamentares da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj). A decisão foi tomada da Reclamação de nº 32989, ajuizada pela defesa de Flávio Bolsonaro. Em nota divulgada nesta quinta-feira MP afirmou que "pelo fato de o procedimento tramitar sob absoluto sigilo", não se manifestará sobre o mérito da decisão. Em seu despacho Fux determina que o processo fique suspenso até que o relator da Reclamação, ministro Marco Aurélio Mello, se pronuncie.

Apesar de ser réu em ações por improbidade administrativa e alvo de inquéritos no Ministério Público por denuncias de irregularidades, inclusive supostas fraudes em licitação, o prefeito de Itaperuna, Marcus Vinicius de Oliveira Pinto – que chegou a ter os bens bloqueados pelo juízo da 2ª Vara local, a pedido do MP – teve as contas de gestão referentes ao exercício de 2017 aprovadas pelo Tribunal de Contas. O parecer favorável foi emitido na sessão de ontem (16) pelo plenário do TCE, que também aprovou as contas dos prefeitos de Petrópolis, Guapimirim, Porciúncula, Sumidouro e Itaocara. Os processos serão encaminhados para as câmaras municipais de cada um dos municípios para que os vereadores realizem a votação final.

A exigência de apresentação de amostras finalizadas dos produtos a serem adquiridos está sendo vista como uma "pegadinha" no edital para compra de uniformes lançado pela Prefeitura de Maricá, que acabou impugnado. A abertura dos envelopes com as propostas estava marcada para as 10h desta quarta-feira (16), mas o processo licitatório foi adiado ontem sine die. O documento terá de ser refeito para a retirada de exigências consideradas inconstitucionais, para só então ser marcada uma nova data. A medida foi tomada a partir de recurso apresentado por duas empresas interessadas em participar do processo.