Imprimir
Categoria: Geral

Dinheiro do Fundeb não garantiu Natal dos profissionais de ensino

O Portal da Transparência da Prefeitura de Belford Roxo foi tirado do ar na primeira semana de outubro e isso pode ter ocorrido para esconder o que o ex-prefeito Dennis Dauttmam (foto) pretendia fazer com o dinheiro que entraria nos cofres da municipalidade nos últimos três meses de sua gestão: priorizar o pagamento a fornecedores e empresas prestadoras de serviços, em vez de pelo menos amenizar a situação de servidores que estão passando por necessidades. Esta semana, em um encontro com professores que o cercaram para cobrar o pagamento do mês de novembro e do décimo terceiro, o prefeito Wagner dos Santos Carneiro, o Waguinho, disparou: “O ex-prefeito não pagou a vocês porque não quis”.

Gente do próprio governo de Dennis diz que os últimos dias de gestão foram de uma intensa movimentação de fornecedores e mesmo não aparecendo na Prefeitura o ex-prefeito autorizava o pagamento a empresas selecionadas, raspando o que tinha em caixa. O Entre 1º de outubro e 31 de dezembro o município recebeu exatos R$ 33.548.623,43 em repasses do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) e mais R$ 22.049.499,92 do Fundo de Participação dos Municípios.

Se empresas amigas receberam suas faturas, os servidores não tem a menor ideia de quando receberão os meses novembro, dezembro e o décimo terceiro. Para piorar o novo prefeito não se mostra nem um pouco interessado em estipular uma data. Diz apenas que pagará o salário de janeiro no próximo dia 28 que depende da liberação de cerca de R$ 10 milhões que estão bloqueados pela Justiça para começar a quitar o que está em atraso. O ex-prefeito não foi encontrado para falar sobre o assunto.