Vários veículos foram encontrados sucateados, apesar dos gastos com peças e serviços (Foto: Divulgação/PMG)

Prefeito fez licitação de R$ 2,9 milhões para consertar veículos, mas só deixou sucatas

O ex-prefeito de Marcos Aurélio Dias (foto) foi embora para casa, mas ainda vai ter muito o que explicar. O estado de terra arrasada verificado em Guapimirim pela equipe do novo governo sugere muito mais que má gestão, aponta para um misto de irresponsabilidade e descaso com a coisa pública por parte de uma administração que é apontada como a pior da história do município. Durante uma vistoria em um dos galpões usados pela Prefeitura - além de muita sujeira - foram encontrados vários veículos sucateados, um contra-senso, já que entre janeiro de 2013 e junho de 2016 a administração municipal teria gastado pelo menos de R$ 3,5 milhões com aquisição de peças e serviços de reparos em veículos de sua frota própria. 

Entre os veículos abandonados estão duas unidades de saúde, o que pode ter servido para justificar a realização de uma licitação para terceirizar a manutenção dos carros, que aconteceu em setembro de 2016. O pregão foi vencido pela empresa SR Motors, que receberia cerca de R$ 2,9 milhões em um ano pelos serviços, conforme revelam três atas de registro de prelo 081, 082 e 083, publicadas no dia 14 de outubro.

De acordo com os registros, só com a manutenção da frota da Secretaria Municipal de Saúde a empresa iria receber R$ 1.311.420,00 por 12 meses de serviços prestados a contar de outubro do ano passado. A SR também iria cuidar dos carros da Secretaria de Educação por R$ 943.345,50 e receberia mais R$ 607.280,00 pela manutenção dos veículos da Secretaria de Governo.

No sistema da Prefeitura só constam despesas pagas até agosto do ano passado, o que impossibilita saber se a SR chegou a prestar algum tipo de serviço, já que os valores atribuídos à execução do objeto licitado só foram registrados em outubro nas atas divulgadas e não há lançamento de pagamentos feitos a ela, bem como publicação de extrato de contrato, o que sugere que ele não foi assinado para a devida prestação dos serviços acontecer.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar