Filha do Procurador Geral é advogada da OAS e da Braskem

Medindo forças com o ministro Gilmar Mendes, de quem arguiu impedimento no Supremo Tribunal Federal em julgamentos que envolva o empresário Eike Batista, o Procurador Geral da República, Rodrigo Janot (foto), se viu contra a parede com a divulgação de que sua filha, a advogada Letícia Ladeira Monteiro de Barros, defende os interesses da empreiteira OAS e da Braskem, empresa petroquímica controlada pela Odebrecht. Em nota oficial divulgada na tarde de hoje a PGR disse que não haveria impedimento de Janot, porque ele não teria atuado na aprovação do acordo de leniência solicitado pela OAS nem em nenhuma outra questão envolvendo a empresa. Entretanto o procurador atuou diretamente no caso de um dos sócios da empresa, Léo Pinheiro, quando descartou a primeira proposta de delação premiada e depois opinou pela aceitação da segunda.

O impedimento de Gilmar Mendes foi pedido por Janot pelo fato de Guiomar Mendes, esposa do ministro, trabalhar no escritório do advogado Sergio Bermudes, que defende Eike Batista em processos cíveis. O processo em que Gilmar votou pela liberdade do empresário é da esfera criminal.  Além disso, não há relação direta de Guiomar com Eike, ao contrário do ocorre com a filha de Janot, no caso com a OAS e indiretamente com a Odebrecht, pela defesa que faz dos interesses da Brasken.

O assunto vem à tona no momento em que Janot vem tentando um terceiro mandato como chefe do Ministério Público Federal. Na próxima semana já começa a inscrição de membros do MPF para formar a lista tríplice a ser eleita pela categoria para depois ser apresentada ao presidente Michel Temer para que ele decida quem será o novo Procurador Geral da República.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar