Mauro se reuniu com o presidente da Jucerja, Luiz Velloso, definindo ações que vão agilizar a abertura de empresas

Secretaria de Indústria e Comércio firma parcerias para garantir isto

A partir de janeiro o município de Magé vai oferecer um processo facilitado para abertura de novas empresas, o que poderá ser concluído em até sete dias. Parceria neste sentido foi firmada pela Secretaria de Indústria e Comércio com a 14ª Delegacia da Junta Comercial do Estado do Rio de Janeiro (Jucerja), através da Casa do Empreendedor Barão de Mauá, que está sendo reativada para buscar investimentos para o município. "A Casa do Empreendedor e a Delegacia da Junta elevam Magé e o empreendedor da cidade a um patamar muito superior ao atual. Vamos tornar fácil de verdade para quem vem empreender em nossa cidade, com desburocratização total", enfatiza o secretário Mauro Gomes Pinto, envolvido no esforço para a geração de emprego e renda.

De acordo com o secretário - que se reuniu com o presidente da Jucerja, Luiz Velloso e o delegado do Conselho Regional de Contabilidade do Rio de Janeiro, Jorge Miguel de Moura -, uma licença que demora seis meses para ser liberada vai sair em uma semana, o que será facilitado com a integração das secretarias municipais com os órgãos envolvidos no processo de abertura das empresas, de acordo com seu ramo de atuação. "A emissão do alvará pela Secretaria de Fazenda será feita em 48 horas e em até sete dias o empresário terá toda a documentação que certifica a abertura da empresa", completa Mauro.

De acordo com o presidente da Jucerja, os interessados terão apenas que ir até a Casa do Empreendedor com toda a documentação para dar entrada no processo que acontece totalmente on-line, através do REGIN, que é o sistema integrador entre as entidades. A partir daí as licenças e o alvará que poderão ser impressos direto pelo contador. "A Junta vai oferecer todo o treinamento aos servidores e equipamentos para atuar com o sistema", conclui o presidente da Jucerja.

Comentários  

0 #1 NO VALLE 08-11-2017 00:39
QUEM IRIA INVESTIR COM MAGE CERCADO PELO PEDAGIO MAIS ABSURDO DO RIO DE JANEIRO?
UMA CIDADE CERCADA DE CACHOEIRAS, ONDE NAO TEM AGUA E SANEAMENTO?
UMA POLITICA FRACA, ONDE NOS POSTOS DE SAUDE FALTAM REMEDIOS, O BASICO?
ME POUPEM...
Citar

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar