E esforço vale a pena: Caxias vai oferecer curso gratuito a partir de 2018

Com o primeiro discurso em libras da história da Câmara Municipal de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, o vereador Carlos Alberto de Paula Dias Junior, Junior Uios (foto) chamou a atenção para o descaso com que portadores de deficiência auditiva são tratados no sistema educacional no país. Falando em homenagem ao tema da redação do Enem deste ano – "Desafios para a formação educacional de surdos no Brasil" – o parlamentar aplaudiu a proposta, mas não deixou de dar um 'puxão de orelhas' no Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), que decidiu tocar no assunto de forma expressiva escolhendo o tema, mas ao mesmo tempo, incoerentemente, impediu que estudantes surdos fizessem a prova, pois deixou de providenciar computadores e intérpretes.

Tendo como bandeira o acesso ao curso de libras, Junior Uios deu no plenário uma boa notícia: em janeiro estarão abertas as inscrições para o curso na rede municipal de ensino, uma conquista de seu mandato junto a Fundação de Apoio à Escola Técnica, Ciência, Tecnologia, Esporte, Lazer, Cultura e Políticas Sociais de Duque de Caxias (Fundec), o que, além de ampliar a comunicação entre alunos com deficiência e seus professores, dispensando a figura do intérprete, melhorará o convívio social e até no núcleo familiar.

"Essa luta pela inclusão é que me fez entrar para a vida pública", afirma o vereador, que tem como objetivo romper a barreira imposta pelas dificuldades de comunicação. 

 

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar