E o medo de perder o emprego é menor

Os brasileiros mais satisfeitos com a vida vivem nas pequenas cidades. É o que revela o Índice de Satisfação com a Vida, instrumento de avaliação da Confederação Nacional da Indústria (CNI), medição que é feita a cada três meses. Os dados divulgados na última sexta-feira referem-se a análise de informações coletadas entre 7 e 10 de dezembro de 2017 em 127 municípios, tendo sido ouvidas duas mil pessoas. Os números comprovam que o grau de satisfação é bem mais elevado nos municípios do interior, onde a pesquisa atingiu maior pontuação, 66,9 de uma escala de 0 a 100.

A análise revela que os cidadãos menos satisfeitos moram vivem nas periferias: 62 pontos, enquanto a pontuação auferida nas capitais somou 64,7 pontos. A pesquisa também mostra que os moradores do interior têm menos medo de perder o emprego: por lá o Índice de Medo do Desemprego ficou em 64,5 pontos e 67,5 nas capitais.

Para a economista Maria Carolina Marques a alta do IMD nas capitais se deve a demora do emprego em reagir à recuperação da economia. "A população percebe essa demora na reação do mercado de trabalho e o medo do desemprego continua elevado. À medida que o crescimento econômico se mostrar sustentado, o resultado no emprego deve aparecer com maior intensidade e o medo do desemprego deve ceder", explica.

Os dados revelam que em dezembro o medo de perder o emprego era menor que em setembro, mas a pesquisa aponta que a preocupação com essa possibilidade é maior quando as informações são comparadas com as coletadas em dezembro de 2016: O IMD medido em dezembro do ano passado foi de 65,7, uma alta de 0,9 ponto em relação a dezembro de 2016, quando a média histórica é de 48,8 pontos.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar