Desde o dia 23 de julho do ano passado dando as ordens como diretor do Fundo Municipal de Saude de Nova Iguaçu, o advogado Glauco Moraes Azevedo (foto), foi afastado da Prefeitura de Silva Jardim em maio de 2016 por decisão judicial. Ele, que foi presidente da Comissão de Licitação e secretário de Administração na primeira gestão do prefeito Anderson Alexandre, foi acusado pelo Ministério Público por suposta fraude na licitação que resultou na contratação de um evento de motocross, em 2013. Glauco e outras sete pessoas foram denunciadas por falsidade ideológica, formação de quadrilha e crime da Lei de Licitações no processo 0002940-28.2015.8.19.0059, que tramita na Vara Única daquele município.

Glauco foi nomeado pelo prefeito Rogério Lisboa no dia 23 de julho de 2017. Até então ele exercia o cargo de secretário de Fazenda em Rio Bonito, fazendo parte do grupo do ex-vice-prefeito daquela cidade e atual secretário de Saúde, Matheus Rodrigues da Costa Neto, que, em 2013, o havia levado para Silva Jardim, junto com outros dois membros do grupo, Isaias Isaias Class Figueiredo e Leandro Weber, que também foram incorporados ao governo iguaçuano e, junto com Glauco, controlam as finanças da Secretaria de Saúde.

Além de Glauco, a Justiça determinou o afastamento do secretário de esportes, Edson Martins e do subsecretário de Governo Patrício Alexandre, que, segundo o Ministério Público, foram os responsáveis por atestar a nota fiscal de prestação de serviço de duas entidades contratadas sem licitação para a realização do evento esportivo, que aconteceu nos dias 4 e 5 de maio de 2013. Segundo foi apurado, o município pagou R$ 50.270 por duas etapas da competição, mas apenas uma foi realizada.

A ação foi movida a partir de denúncia do então vereador Robson Azeredo sobre e, alem de Glauco, Edson e Paulo foram acusados o ex-secretário de Administração Luis Gustavo Correia de Mello e a ex-procuradora geral Sheila Moreth Silva Trugilho. O MP denuncioi também Sandra Helena Vieira Cury, Paulo Roberto Ferreira Monteiro e Helena Cristina Vieira Cury Monteiro, representantes da empresa Nova Era Moto Clube e da Liga Esportiva de Motociclistas do Estado do Rio, responsáveis pela realização do evento.

 

Matérias relacionadas:

MP fecha o cerco contra falcatruas em Silva Jardim

MP denuncia oito por fraude em Silva Jardim

Vereador quer afastamento dos fraudadores de Silva Jardim

Justiça afasta secretário em Silva Jardim

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar