Secretaria de Saúde esperava imunizar 500 mil pessoas no último sábado

Realizada no último sábado, a terceira campanha de vacinação em massa contra febre amarela promovida em todos os municípios fluminenses no último sábado pela Secretaria Estadual de Saúde atingiu apenas 50% da meta estabelecida. Segundo o balanço da SES, 250 mil pessoas foram imunizadas no último sábado. "O movimento deste Dia D foi menor do que o da ação realizada em janeiro, mas é fundamental para manter o alerta sobre a importância da vacinação. Precisamos imunizar um total de 14 milhões de pessoas, e até agora cerca de 10,5 milhões estão protegidas. A campanha continua nos postos municipais, e vamos trabalhar de forma incansável até que todo o público-alvo esteja vacinado", afirmou o secretário uiz Antonio Teixeira Jr (foto).

Maria Ximenes, 74 anos, compareceu à tenda montada no Parque dos Patins, na Lagoa, avaliada por um médico e imunizada. "Eu vim hoje aqui e achei tudo muito rápido. Fui avaliada bem rapidinho e liberada para tomar a vacina", disse.

A moradora da Pavuna Maria Martins Ferreira, de 35 anos, foi à Praça da Matriz, em São João de Meriti, e aproveitou para imunizar a filha Eloá, de 8 anos. "Tenho acompanhado o noticiário e percebido que o índice de letalidade está grande. Aproveitei a campanha para me proteger e principalmente proteger minha filha", disse a dona de casa.

Ao todo foram registrados 112 casos de febre amarela silvestre em humanos, com 51 mortes: 13 casos em Teresópolis, sendo seis óbitos; 18 casos em Valença (6 óbitos); 10 casos em Nova Friburgo (4 óbitos); 1 caso em Petrópolis; 2 casos em Miguel Pereira (1 óbito); 10 casos em Duas Barras (2 óbitos); 3 casos em Rio das Flores (2 óbitos); 2 casos em Vassouras (1 óbito); 7 casos em Sumidouro (dois óbitos); 5 casos em Cantagalo (3 óbitos); 1 caso em Paraíba do Sul (1 óbito); 2 casos em Carmo (1 óbito); 2 casos em Maricá (um óbito); 25 casos Angra dos Reis (12 óbitos; 2 casos em Paty do Alferes (1 óbito; 2 casos em Engenheiro Paulo de Frontin (2 óbitos); 2 casos em Mangaratiba (1 óbito); 1 caso em Piraí (1 óbito); 1 caso em Cachoeiras de Macacu (1 óbito); 2 casos em Trajano de Moraes (2 óbitos) e 1 caso fatal em Rio Claro.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar