Ação ocorreu no dia em que pedidos de suplementação de verba seriam votados

O presidente da Câmara de Vereadores de Mesquita, Marcelo Santos Rosa, o Biriba, esteve hoje na 53ª Delegacia Policial para fazer o registro de ocorrência sobre os tiros disparados na noite de ontem contra a entrada principal da Casa. O que atentado ocorreu quando apenas um vigia se encontrava no prédio. Ontem deveriam ter sido analisados pelo plenário dois projetos de lei enviados pelo prefeito Jorge Miranda, que está pedindo suplementação de verbas no total de R$ 12,8 milhões para os fundos municipais de Saúde e para a Assistência Social, mas não houve votação.

Em nota oficial enviada há pouco, a Câmara informa que só na porta principal foram contadas oito marcas de balas e que a Casa ainda não sabe o motivo do crime e está esperando as investigações da polícia. "Vamos esperar as investigações. Graças a Deus ninguém ficou ferido, vamos aguardar", afirmou o presidente.

Os pedidos de suplementação estão na Câmara desde o dia 20 de março. Na mensagem 003 o prefeito pede a suplementação de R$ 1.921.294,29 para o Fundo Municipal de Assistência social e na 004 R$ 10.948.904,29 para o Fundo Municipal de Saúde.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar