Os shows realizados pela banda Strategya durante o carnaval deste ano em Rio Bonito poderão resultar em mais uma ação judicial contra o prefeito José Luiz Alves Antunes, o Mandiocão. É que antes mesmo de Pregão Presencial nº 006/2018 ter sido concluído, o presidente da Câmara Municipal de Tanguá – município vizinho – , Luciano Lúcio Natalino (foto), teria divulgado através de sua rede social que o grupo musical, do qual é líder, faria duas apresentações na cidade governada por Luiz. Por conta disso uma denúncia anônima levou a 1ª Promotoria de Tutela Coletiva (núcleo de Itaboraí) a abrir um procedimento para investigar possível direcionamento do processo licitatório que gerou a contratação da banda comandada pelo músico e vereador.

No dia 11 de abril a promotora de Justiça Renata Mendes Someson determinou o envio de ofício à Secretaria Municipal de Turismo – órgão responsável pela realização do evento - solicitando cópia integral do processo administrativa que originou pregão, cujo objeto foi a "contratação de empresa especializada em realização de eventos para atender ao Carnaval Rio-Bonitense de 2018".

Como a Prefeitura não vem respeitando a Lei da Transparência – deixando de disponibilizar em seu site oficial os contratos firmados para fornecimentos, prestações de serviços, atas de registros de preços e os resultados das licitações – o contribuinte não tem como saber quanto custou o evento e quais empresas participaram do certame, o que só deverá ser esclarecido com uma investigação do Ministério Público.

 

Matérias relacionadas:

Empresa do "apagão" fatura alto em Rio Bonito

Justiça faz arresto em Rio Bonito para garantir proventos

Comentários  

0 #1 Nelson Hortz 16-05-2018 00:46
Desde o primeiro mandato do Vereador citado que em se Município de origem (Tanguá) que essa prática se tornou comum , com Todas as apresentações públicas na cidade São realizadas por ele, inclusive com a população repudiando e levantando suspeitas de super faturamento.
Citar

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar