Há pouco mais de um mês no cargo, o prefeito interino de Aperibé, Virley Gonçalves Figueira (foto), já estaria arrumando sarna para se coçar. Pelo menos é dessa forma que está sendo vista a não disponibilização do edital da licitação aberta pela Fundação Municipal de Saúde para terceirizar a contratação de serviços médicos para o hospital e as UBS do município pelo período de um ano. O Pregão 010/2018 está marcado para a próxima sexta-feira (10), mas não é possível saber o que será efetivamente contratado, quantos profissionais serão disponibilizados e qual o salário de cada um, embora o valor global da licitação esteja estimado em cerca de R$ 1.4 milhão. No site o único documento encontrado sobre isso é o aviso de licitação.

Desde o início do governo interino a Prefeitura de Aperibé abriu três processos licitatórios para terceirização de serviços e dois já foram concluídos. Entre eles está o da locação de ônibus para o transporte de alunos da rede municipal de ensino, embora a Secretaria de Educação conte com uma frota própria. Esse serviço será prestado agora pela empresa A.H.L.C. da Silva Transporte, que vai receber R$ 186 mil.

O outro processo gerou a contratação da empresa Adão e Roldão Terraplanagem pelo total de R$ 295.008,00 para locação de máquinas.

Virley assumiu a Prefeitura no dia 2 de julho r vai governar até a escolha de um novo prefeito em eleição suplementar, que vai acontecer em data ainda a ser marcada pelo Tribunal Regional Eleitoral, possivelmente no dia 28 de outubro. Ele substitui o prefeito Flavio Diniz Berriel, o Dezoito, que teve o mandato cassado por conduta vedada durante a campanha de 2016.

 

Matéria relacionada:

Em vez de um médico, prefeito interino de Aperibé escolhe pastor para comandar a rede municipal de Saúde

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar