De acordo com o Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica, a DS TEC Comércio e Serviços de Informática está sediada na sala 203 do prédio 1.327 da Avenida Benjamin Pinto Dias, em Belford Roxo. No painel existente próximo ao elevador não há nenhuma placa indicando a localização da empresa e o funcionário que estava na portaria na manhã de ontem (16) afirmou que a desconhecia. Se o visitante subir ao segundo andar para  procurar não vai deparar com qualquer indicação e se bater à porta da sala 203 vai encontrar um escritório de advocacia. Isso foi feito ontem na busca pela empresa que ganhou um contrato (038/2018) de R$ 2.050 milhões para implantação de sistema de gestão na Prefeitura de Japeri...

Mais tarde, por telefone, uma funcionária do escritório de advocacia confirmou o funcionamento da empresa naquele prédio e passou um número de contato diferente do informado no CNPJ da DS (o disponibilizado no cadastro pertence a um escritório de contabilidade). Quem atendeu a ligação disse que a pessoa que poderia falar sobre o contrato não se encontrava, mas que a firma funcionaria na sala 202, em cuja porta também não havia, ontem, nenhuma identificação, embora a empresa tenha como uma das atividades secundarias o comércio varejista de equipamentos e suprimentos de informática.

A DS TEC aparece no CNPJ com capital social de R$ 150 mil e como fundada no dia 7 de maio de 2009. A firma foi uma das participantes do Pregão 016/2018, realizado em 14 de junho, com valor global de R$ 5.557 milhões e tendo como objeto a "contratação de empresa especializada em desenvolvimento de sistemas para fornecimento de serviços de conversão e migração de dados, implantação, treinamento, licença perpétua bem como suas atualizações de sistemas integrado para gestão pública nas seguintes áreas: tributária, administrativa, financeira, orçamentária, recursos humanos, educação e saúde, por um período de 24 meses, podendo ser prorrogado".

Além da DS TEC participaram da licitação a empresa Soluções Brasileiras em Tecnologia e Educação (SBTEC), de Brasília a TECHNE Engenharia e Sistemas, de São Paulo. A SBTEC ganhou um contrato de R$ 1.512 milhão e a TECHNE um de R$ 1.995 milhão. Em relação ao processo licitatório vencido pelas três empresas chama a atenção o fato de os contratos terem sido homologados em agosto pelo prefeito Cezar Melo, sem que o edital que o sustentou tivesse sido exposto no site da Prefeitura.

Embora não esteja identificada no prédio e no andar onde consta como sediada, a DS não é nenhuma estreante na prestação de serviços ao poder público. Consta que, em 2013, atuou na implantação do sistema de transparência da Prefeitura de Nova Iguaçu e no dia 19 de abril do ano passado firmou um contrato para implantar o sistema de gestão da Prefeitura de São João de Meriti, também com o valor global de R$ 2.050 milhões.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar