Nova cirurgia será amanhã

 

O presidente Jair Bolsonaro chegou ao Hospital Albert Einstein, capital paulista, na manhã deste domingo, por volta das 10h30, onde será internado e tem cirurgia marcada para amanhã pela manhã para a retirada da bolsa de colostomia. Ele usa a bolsa desde setembro do ano passado após ter sofrido uma facada. O presidente desembarcou no aeroporto de Congonhas, na zona sul da cidade, e chegou ao hospital em um comboio de carros.

A partir da cirurgia de intervenção, o vice-presidente Hamilton Mourão assumirá a presidência e ficará no cargo enquanto Bolsonaro se recupera da operação. A recuperação absoluta recomendada pelos médicos deve durar 48 horas.

Após este período, Bolsonaro poderá voltar a desempenhar as atividades como presidente da República. No entanto, deve permanecer em São Paulo por um período estimado em 10 dias, acompanhado da primeira-dama Michelle Bolsonaro. Ele promete despachar diariamente.

Bolsonaro usa uma bolsa de colostomia desde que foi esfaqueado em um ato de campanha, em Juiz de Fora, dia 6 de setembro. A facada atingiu o intestino e o então candidato foi submetido a duas cirurgias, uma na Santa Casa de Juiz de Fora e outra no Hospital Albert Einstein, em São Paulo. A bolsa de colostomia utilizada por ele por cerca de quatro meses funciona como um intestino externo e possibilita a recuperação do intestino grosso e delgado.

A previsão é que o presidente seja submetido hoje a exames de sangue e clínicos. A estimativa é que a operação dure cerca de três a quatro horas. A evolução da recuperação do paciente é que vai determinar a alta. Segundo  porta-voz Rêgo Barros, a imprensa será informada diariamente sobre o quadro de saúde do presidente, bem como de suas atividades no Hospital Albert Einstein.

(Com a Agência Brasil)

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar