Imprimir
Categoria: Geral

É Nova Iguaçu que fica com a responsabilidade e o ônus de sediar o maior hospital da região, que atende a 15 municípios e mais as remoções feitas pela Concessionária Nova Dutra, que administra o extenso corredor da Rodovia Presidente Dutra. Não importa se o acidentado ralou apenas o joelho ou se a vitima está em estado grave. É para o Hospital Geral de Nova Iguaçu, o Hospital da Posse, que todos são levados.

Segundo o médico Joe Sestello, diretor do HGNI,  quantidade de acidentados aumentou 36% nos últimos dois anos. A concessionária, que não ajuda em nada, ainda reclama quando uma maca fica retida. Em muitos casos os acidentados são removidos depois do principal atendimento. Vida salva, o plano de saúde saiu no lucro, pois o poder público ficou com a conta mais alta.

O assunto sobrecarga foi debatido nesta quarta-feira (30) com o secretário de Saude Manuel Barreto e de Transporte e Segurança Pública, Roberto Penteado. Na pauta a criação de ações conjuntas para orientar e conscientizar motoristas sobre a educação no trânsito e o uso dos equipamentos de segurança, principalmente por parte dos motociclistas, pois 55% das 3.668 pessoas acidentadas atendidas em 2018 no Hospital da Posse 55%  se feriram em acidentes de motos, a maioria em estado grave.