Dados continuam indisponíveis no portal da Câmara de Japeri, que também não reduziu ainda os cargos comissionados como o TCE determinou

 

Ano novo, presidente novo e o jeitinho antigo de administrar permanece na Câmara de Vereadores de Japeri, que ainda não disponibilizou informações sobre os salários pagos pela Casa em janeiro, o primeiro mês do vereador Marcio José Russo Guedes, o Manequinha, como presidente. Antes de passar o cargo o presidente anterior, Alex Gonçalves, o Pastor Alex, fez um acordo entre o Ministério Público para que fosse dada a devida transparência aos gastos público do Poder Legislativo do município mais pobre da Baixada Fluminense, colocando para funcionar de verdade o que a administração chama de "Portal da Transparência". Sabe-se que os salários variam de R$ 1.240.78 a R$ 10.500,00, isto sem as possíveis vantagens e gratificações, mas quem está recebendo o que? 

 

Além de não ter disponibilizado ainda a folha de salários de janeiro, o presidente da Câmara também não cumpriu até agora a determinação do Tribunal de Contas do Estado para que o número de cargos comissionados seja reduzido. A Casa está em recesso mas já foi feita sessão extraordinária, de cuja pauta Manequinha retirou o Projeto de Resolução 001/2019, que reduziria o número de cargos de 70 para 27, dentro do que o Tribunal de Contas do Estado já havia estipulado.

Com a palavra a presidência da Câmara Municipal de Japeri.

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar