A cidade está na pior, mas o prefeito quer gastar R$ 400 mil só com shows

 

A rede municipal de saúde de Conceição de Macabu, no Norte Fluminense, está a cada dia pior, mas, mesmo alegando falta de recursos, o prefeito Cláudio Linhares (foto), estaria disposto a gastar R$ 400 mil com shows na exposição agropecuária da cidade. Por conta disso a 2ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva (Núcleo Macaé), ajuizou ação civil pública, com pedido de suspensão da 34ª Expo Macabu, com abertura prevista para o dia 30 de maio e encerramento em 2 de junho.

Além dos shows musicais, estão previstos rodeio e concurso leiteiro, e, segundo pontua o MP na ação, "financiado integralmente com recursos públicos", apesar de a Prefeitura "venha deixando de cumprir obrigações que lhe competem em áreas prioritárias da gestão pública, em especial as de transporte e de saúde. De acordo com o MP, “somente com a contratação de artistas como Matheus e Kauan, Lucas Lucco e Marcos e Belutti, a previsão de gastos da Prefeitura é da ordem de R$ 400 mil."

A administração que vai financiar a festa é a mesma sequer consegue garantir transporte público para a população. A falta do serviço levou o MP a ajuizar uma ação para que a Prefeitura cumprisse com a sua obrigação nesse sentido. O MP também ingressou na Justiça contra "o mau funcionamento dos serviços de saúde, inclusive com o Hospital Municipal Ana Moreira, que corre o risco de explosão e incêndio".

Na ação para impedir o gasto com a festa o MP destaca que "diante das graves irregularidades constatadas pela falta de investimentos e destinação de recursos para a implementação de direitos básicos do cidadão, é necessária a adoção de ações para sanar os diversos problemas enfrentados pelos cidadãos antes de se realizar festividades às custas do erário".

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar