Alessandro Macabu foi denunciado pelo MP por ficar com dinheiro de assessores

Pezão é acusado de ficar com parte do salário de assessores

Em decisão confirmada no final da tarde desta quarta-feira, o juiz Rafael Azevedo Ribeiro Alves, da Vara Única do município de Casimiro de Abreu, determinou o afastamento temporário - por até 180 dias - do presidente da Câmara de Vereadores da cidade, Alessandro Macabu de Araújo, o Pezão. Ele foi denunciado pela 1ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva (Núcleo de Macaé), por ato de improbidade administrativa em ação civil pública. De acordo com o Ministério Público, o vereador, o ex-chefe de gabinete Jairo Macabú e o assessor especial Wilson da Silva Oliveira estão envolvidos em esquema de apropriação de parte da remuneração de servidores nomeados em cargos em comissão e funções gratificadas. A Justiça também decretou a indisponibilidade em até R$ 500 mil dos bens de Pezão para garantir o ressarcimento aos cofres públicos, além da quebra do sigilo bancário e fiscal do presidente.

Em julho do ano passado o MP fez uma operação na Prefeitura e o prefeito Marcos Aurélio foi afastado dias depois

Processos de locação de máquinas e caminhões, compras de medicamentos e material de limpeza pedidos pelo MP não estariam sendo encontrados na Prefeitura

No dia 2 de fevereiro do ano passado, através das 1ª e 2ª Promotorias de Tutela Coletiva, o Ministério Público pediu à Prefeitura de Guapimirim informações sobre a contratação e os pagamentos feitos à empresa Marcterra Terraplanagem e Construções pela locação de máquina e caminhões. Como resposta a administração municipal informou que não havia encontrado os documentos solicitados. Além dos processos da Macterra, pelo menos oito referentes a fornecimentos de remédios e material de limpeza contratados pelo Fundo Municipal de Saúde em 2013 teriam desaparecido, todos do período em que o setor de Saúde era comandado por Eliel Ramos, que em de 2015 foi afastado por decisão judicial, mas já retornou ao governo, respondendo atualmente pela Secretaria do Meio Ambiente. A documentação não encontrada na Prefeitura refere-se à pagamentos feitos com recursos do FMS às empresas Hawai 2010 Comercial, Cruz Médica Produtos Médicos e Valepharma Distribuidora, que juntas receberam em 2013 mais de R$ 1,7 milhão dos cofres de Guapimirim.

Natália Alves deu à luz no dia 8 de maio e foi a primeira mãe doadora do banco de leite (Foto: Paulo Pessanha)

Vai funcionar no Hospital da Mulher, em São João de Meriti

Um espaço com consultório médico, serviço de coleta externa, três salas para ordenha, equipamentos para pasteurização, armazenamento e distribuição de leite e laboratório de análise microbiológica já está funcionando na Baixada Fluminense. É o banco de leite humano do Hospital Estadual da Mulher Heloneida Studart, localizado no município de São João de Meriti. Composto por um clínico geral, pediatra, nutricionista, enfermeira e técnicos de enfermagem o banco já começa a receber as mães na próxima segunda-feira, a partir das 8h w a unidade vai beneficiar dezenas de bebês, pois o Hospital da Mulher é referência no estado no atendimento de gestante e aos recém-nascidos de alto risco. São 49 leitos de UTI e UI Neonatal.

A ideia é aproveitar melhor carne da rã  para reforçar as dietas especiais destinadas a crianças e idosos (foto Divulgação/Fiperj)

Alimento será usado em dieta especial para crianças e idosos

Uma sopa instantânea desidratada e balanceada para reforçar as dietas especiais para crianças alérgicas, idosos com osteoporose e pessoas com problemas gastrointestinais e cardiovasculares, além de atletas. Este é o objetivo de uma pesquisa inédita com carne do dorso da rã que está sendo feita pela Fundação Instituto de Pesca do Estado do Rio de Janeiro (Fiperj). A ideia é aproveitar de uma melhor forma o balanceamento de aminoácidos e o baixo percentual de lipídeos da carne da rã. Os estudos mostram que em formato desidratado, o período de conservação útil do alimento é prolongado, além de facilitar o transporte e o armazenamento. “Estamos desidratando em estufa a 45º C a carne de dorso e da coxa da rã, ambas desossadas manualmente. As amostras estão sendo submetidas à análise de umidade para atender o limite máximo de 5% da regulamentação nacional e 10% da internacional”, explica a pesquisadora da Fiperj, Sílvia Mello.

O secretário municipal de Saúde de Guapimirim acaba de ser exonerado do cargo pelo prefeito Marcos Aurélio Dias. A informação foi passada agora há pouco por uma fonte ligada ao gabinete do prefeito. O setor de saúde vem sendo alvo de muitas reclamações de usuários da rede de atendimento médico, onde tem sido verificado a falta de medicamentos e de materiais básicos de consumo. Ainda não se sabe quem será o substituto de Cláudio Menezes, definição que poderá acontecer nesta quinta-feira. A saída de Claudio ainda não foi comentada ou justificada pelo governo, mas o que se comenta é que a decisão não teria sido tomada por Marcos Aurélio que, no início deste mês havia falado em demitir o secretário de Educação, Rui Aguiar e assumir ele próprio o comando da pasta, mas teria sido desistido por “livre e espontânea pressão”.

*Matéria atualizada às 10h48 do dia 19 de maio de 2016