Colaboração estaria sendo negociada pelo novo advogado do ex-governador

 

O jornalista Lauro Jardim, colunista de O Globo, informou neste domingo que o ex-governador Sergio Cabral – condenado a penas que somam quase 200 anos de reclusão – estaria disposto a colaborar com o Ministério Público Federal e para isto seu novo defensor,  o advogado João Bernardo Kappen, teria recebido procuração para começar as negociações. De acordo com Lauro, "o cardápio inicial inclui o Judiciário (tanto o Tribunal de Justiça do Rio quanto o STJ), ex-chefes do MP fluminense, as jogadas nebulosas da Copa do Mundo e da compra de votos para a Olimpíada de 2016, além de detalhamentos de fatos já narrados em outras colaborações".

A decisão de Cabral em colaborar com as autoridades não agradou a Rodrigo Roca, advogado que o defendia desde novembro de 2016. Roca deixou o caso devido a isto, segundo ele próprio revelou à revista Veja neste domingo: "Não compactuo com delação premiada. Não defendo delatores".

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar