Imprimir
Categoria: Política

Deputado que cumpre pena na Papuda sofreu AVC e está sob cuidados médicos

Se o fato for comprovado o ex-prefeito de Três Rios, Celso Jacob - que mesmo preso no Complexo Penitenciário da Papuda, para onde foi levado pela Policia Federal em junho, cumpre mandato de deputado federal, atuando normalmente no Congresso -, pode ter sido condenado injustamente. Jacob sofreu um acidente vascular cerebral na quarta-feira (1) e está internado em um hospital particular em Brasília. O AVC, afirmou em nota oficial o deputado Carlos Marun (PMDB-MS), foi "resultado das tensões provocadas pela sua absoluta inconformidade em relação à injusta condenação da qual foi vítima". Segundo Marum, o parlamentar foi alvo de uma 'armação' e os adversários políticos que acusaram já teriam confessado a 'trama'. "Em resumo, trata-se de um caso que comprova o quanto a Justiça pode ser injusta, o que exige imediata reparação", acrescentou.

Suplente de deputado em exercício de mandato, Celso Jacob foi preso na noite de 6 de junho. Ele teve condenação confirmada pelo Supremo Tribunal Federal no dia 13 de maio, sendo considerado culpado pelos crimes de dispensa indevida de licitação e falsificação de documento público, fato que teria ocorrido em 2002, em Três Rios, onde Jacob cumpriu dois mandatos. O processo foi julgado em 2006 e o ex-prefeito foi condenado a uma pena de 7 anos e 2 meses de prisão, em regime semiaberto.

Segundo a acusação, o então prefeito teria contratado uma construtora inabilitada em licitação em 2002 para concluir, no final de 2003, a construção de uma creche e para dispensar uma nova licitação foi decretado estado de emergência e uma lei aprovada pela Câmara de Vereadores teria sido fraudada para inserir uma dotação orçamentária extra que supostamente não constava do projeto de lei original. A suposta armação estaria na acusação de inserção fraudulenta de na lei. 

 

Arquivo relacionado:

Ex-prefeito de Três Rios está preso em Brasília