Eleição suplementar está marcada para o dia 24  e os prefeitos cassados poderão concorrer

Estão marcadas para o dia 24 de junho as eleições suplementares nos municípios de Rio das Ostras e Cabo Frio, decididas por conta da cassação dos diplomas dos prefeitos eleitos em 2016, Carlos Augusto Balthazar e Marcos da Rocha Mendes, o Marquinho Mendes (foto). Os dois foram afetados pelo no entendimento sobre a Lei da Ficha Limpa, cujos efeitos agora são reroativos a 2010. Os dois tinham sido condenados a três anos de inelegibilidade, punição ampliada depois para oito anos. Dessa forma a inelegibilidade de ambos terminou no dia 5 de outubro de 2016, três dias após terem sido eleitos.

Com a decisão do Tribunal Superior Eleitoral, por apenas três dias diferença, será gasto dinheiro público e mobilizado um grande contingente de servidores e agentes da segurança pública para assegurarem nova votação, pleitos que poderão não mudar em nada o quadro, pois tanto Marquinhos como Balthazar tem garantidos o direito de se candidatarem, já que não foram eles os causadores da anulação do resultado de 2016 e sim o novo entendimento do TSE.

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar