Ofensas contra a única mulher na Casa está sendo ignorada por uma maioria de homens

Ao que tudo indica a Câmara de Vereadores de Itatiaia, cidade do Sul Fluminense, não vai tomar providência em relação a quebra de decoro de Alexandre dos Santos Campos, o Tim Campos (PSD) que, numa reunião em uma das salas da Casa, no último dia 5, teria disparado xingamentos e palavras ofensivas contra a única mulher no Legislativo itatiaiense, Andréa de Carvalho Jardim, a Andréa do Dilino (foto), MDB, que está no segundo mandato consecutivo. Revoltada com o comportamento do colega, a vereadora fez uma representação criminal no Ministério Público e agora caberá ao MP fazer o dever de casa dos membros da Câmara.

A Casa tem tem 11 membros e nove deles teriam assistido a confusão e com pedidos de calma conseguiram evitar um desfecho mais grave, uma vez que Tim Campos, segundo está relatado na representação, teria ficado transtornado ao ser questionado sobre uma indicação que havia apresentado, embora essa já tivesse sido feita por Andréa há mais de um ano.

De acordo com o documento protocolado no MP, além de gritar palavras de baixo calão, Tim Campos teria esmurrado a mesa várias vezes e na medida que socava o móvel ia se aproximando da vereadora. Depois que a confusão foi tornada pública, o vereador usou as redes sociais para tentar se defender, mas foi bastante criticado pelos internautas.

Essa não é a primeira vez que Campos cria uma situação de mau estar entre seus pares. Em agosto do ano passado ele disse em plenário que autoridades do município estavam solicitando a retirada de multas de trânsito aplicadas por agentes da Guarda Municipal e que tinha provas disso. Dias depois, ao responder um ofício que lhe solicitava os nomes e as provas ele afirmou em plenário que não as tinha.

 

Matéria relacionada:

Baixo nível na Câmara de Itatiaia pode derrubar vereador

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar