Eleito para um mandado de menos de dois anos e meio, o novo prefeito de Rio das Ostras vai ser empossado às 19h desta segunda-feira (16) e uma grande expectativa se forma em torno de sua gestão. O ex-vereador Marcelino Borba, o Marcelino da Farmácia (foto), chega com a promessa de fazer uma limpeza geral da administração. Diz que não vai aliviar quem não trabalha e que será inflexível contra eventuais atos de corrupção. Quanto à promessa de que vai contratar "uma equipe técnica e profissional baseada no funcionamento de uma empresa privada", tem gente pagando para ver, pois é histórico o fato de que não se consegue governar sem fazer composições políticas na base da distribuição de cargos.

"Não é funcional, terei que cortar. O contratado que trabalha e que a Prefeitura realmente precisa, eu vou permanecer. Agora, aquele cara que está lá para não cumprir horário e assinar ponto vai pra rua”, disparou Marcelino em entrevista a uma emissora de televisão no dia seguinte ao de sua vitória nas urnas.

Na mesma entrevista ele foi firme ao falar sobre corrupção. "Uma empresa pública tem que dar lucro em qualidade, eficiência e prestação de serviço. Com todo o respeito, 80% de quem vai comandar a Prefeitura serão de servidores de carreira. Secretário tentando colher propina vai para a cadeia. Secretário que não cumprir horário vai para a rua. Nós vamos trabalhar para o povo de Rio das Ostras", garantiu ele.

Alvo de criticas pesadas por parte do então vereador, o aumento IPTU aprovado pela Câmara na gestão do prefeito Carlos Augusto é está na mira do novo prefeito. "Nossas primeiras ações serão revogar imediatamente o aumento abusivo do IPTU e da taxa de iluminação pública, retornar imediatamente o serviço de resgate municipal, fazer um choque de ordem administrativa nas unidades de saúde, abrir a UPA, colocar a farmácia municipal funcionando também aos sábados, domingos e feriados, começar imediatamente o cadastro para o programa de regularização fundiária finalmente dando posse de seu bem ao munícipe", disse ele na entrevista.

Outra promessa é por na rua – “desde o primeiro dia de governo” – o gabinete itinerante, “para entender melhor as necessidades de cada bairro”. 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar