Suplente de deputado disse o quis e ouviu o que não esperava

 

Um vídeo que começou a circular hoje (12) nas redes sociais pode ter consumado o racha entre o prefeito de Magé, Rafael Santos de Souza, Rafael Tubarão e o suplente de deputado federal José Augusto Nalin, que ficou pouco mais de um ano em Brasília. A gravação, feita em um encontro na Câmara de Vereadores, Nalin lamenta o fato de não ter sido eleito, mesmo tendo conseguido R$ 10 milhões em emendas para a saúde do município. Foi justamente na fala sobre o recurso que a coisa esquentou. José Augusto sugeriu que não ficou sabendo do destino dado ao dinheiro e o troco veio em seguida. Ao responder Tubarão afirmou que a fala mostrou o "despreparo" de Nalin, que, segundo ele,  "não acompanhou para onde foram os recursos e não deve nem saber a onde eles vieram".

O prefeito foi duro a resposta e em um trecho disse que talvez a população estivesse certa em não eleger José Augusto e ele, Turbarão, errado em apoiá-lo. "Nesse vídeo a gente vê o despreparo dessa pessoa, que trouxe R$ 10 milhões para Magé, não acompanhou para onde foram as emendas, mas eu posso falar. Elas vieram para custeio e custeio engloba várias coisas. Pagamento de exames e remédios. Pode pagar também funcionários como médicos, uma parte deles. Então deputado, o senhor deveria ter colocado melhor suas palavras, medir suas palavras e não querer colocar uma derrota que o senhor teve nas ruas", concluiu.

Sobre a parte do vídeo com sua fala na Câmara, tranquilo, José Augusto disse ao elizeupires.com  que o material foi editado e quem o postou só usou a parte da gravação que interessava, ficando o conteúdo fora de contexto.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar