E escapa da cassação

 

A defesa da prefeita de Quissamã, Fátima Pacheco (foto), conseguiu segurá-la no mandato conquistado nas urnas em outubro de 2016. Em julgamento retomado ontem (6) no Tribunal Regional Eleitoral (TRE), virou um jogo o qual vinha perdendo de dois a zero, placar verifificado no "primeiro tempo" realizado no dia 26 de novembro, interrompido com um pedido de vista. Fátima teve o registro de candidatura cassado em primeira instância, por suposto uso indevido de meio de comunicação e outras irregularidades durante a campanha eleitoral.  Com a decisão de ontem ela segue no cargo. Na segunda etapa do julgamento a defesa da prefeita conseguiu reverter um voto e conseguiu mais cinco, vencendo o "jogo" por 6 x 1.

 

Matéria relacionada:

Prefeita de Quissamã está perdendo de quatro a zero no TRE

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar