André Lazaroni, Jânio Mendes e Geraldo Pudim foram rechaçados pelas urnas, mas tem a sobrevivência garantida em cargos comissionados

 

Barrado no baile eleitoral, obtendo apenas 12.835 votos em sua tentativa de reeleição, o ex-deputado Geraldo Roberto Siqueira de Souza, o Geraldo Pudim (foto), não vai ficar desempregado e ainda vai receber salário maior que o subsidio que recebia como parlamentar. Ele foi nomeado para o cargo de diretor geral da Assembleia Legislativa, com vencimento bruto de R$ 31 mil. Também foram amparados pela Casa os deputados Janio Mendes, que ocupa a função de diretor do departamento financeiro, com salário de R$ 17 mil e, André Lazaroni, subdiretor geral de informática da Casa.

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar